Meu Primeiro Dia no Terceiro Ano

Ooi, pessoal!! Tudo bem??
Eu acabei de chegar do colégio e vim compartilhar com vocês o meu primeiro dia de aula como aluna do terceiro ano.
Antes de começar com o meu relato, queria dizer que pensei em fazer vlog, mas como não poderia filmar no colégio, e muito menos levo meu celular, e em breve vou liberar um vlog, que vai ser muito mais legal, decidi fazer esse em post mesmo.
Agora sem mais delongas, meu relato:

Acabei indo dormir um pouco tarde, pois, queria assistir o prêmio do Leo DiCaprio, mas acabei indo dormir antes dele receber, mas acordei super cedo, era 5:30.

Assim que acordei não consegui mais dormir e fiquei rolando de um lado pro outro, até que resolvi levantar e me arrumar, mais tarde, lá pelas sete da manhã algumas amigas chegaram para irmos, quando chegamos estava lotado, meu colégio sempre tem um número muito grande de alunos, mas hoje tinha muito mais, isso que muitos faltaram, encontramos outro grupo de amigas que já tinham visto as salas.
A minha sala permaneceu quase a mesma, só que acrescentaram mais alguns alunos, e como muitos eu já conheço, posso dizer que só pra variar meu colégio piorou a sala, é quase insuportável estudar lá, e pra piorar fica no último andar do colégio, e sinceramente são tantas escadas que acho que não precisamos de educação física.
Sobre os professores grande maioria deles eu já estudei ano passado ou em anos anteriores, só tem três que não conheço ainda.

A primeira aula foi com uma professora que eu adoro, que é a minha prof de inglês, ela mais conversou com a gente e passou um exercício básico de compreensão. Minha segunda aula foi química e ela conversou com a gente e passou um revisão sobre o conteúdo do ano passado que é a base para o desse ano; E minha terceira e quinta aula foram filosofia, a prof passou o que estudaríamos esse ano e iniciou uma parte do conteúdo e já deu sua primeira tarefa valendo visto.
Em seguida à teve o intervalo foi comum fiquei sentada no refeitório conversando com as minhas amigas e esperando os quinze minutos acabarem.
Então, veio a quarta aula que foi física, a professora também passou o que ela passaria ao decorrer do ano e iniciou o conteúdo, mas quando ela foi explicar a coordenadora da minha turma chegou para fazer a chamada e acabou a aula. Em seguida a quinta aula já relata ali em cima.

E esse foi meu primeiro dia de aula poucos momentos felizes, mas a grande maioria foi de estresse e tristeza, o que me motiva é que esse é meu último ano.
Me desculpem pelo desabafo, mas somos todos amigos aqui, agora quero saber como foi o primeiro dia de aula de vocês, vamos conversar e nos animar todos juntos. Até quarta!!
Beijinhos...

Meus Materiais Escolares 2016 (3º Ano)

Ooi, pessoal!! Tudo bem??
Hoje vim aqui para mostrar pra vocês os meus materiais escolares desse ano, o ano passado eu fiz em formato de post, mas esse ano resolvi fazer em formato de vídeo, espero que gostem.
Como vocês podem ver no título, esse ano vou fazer o terceiro ano, então eu não precisei e não quis comprar, e nesse vídeo além de mostrar o que eu comprei ainda mostrei coisas que costumo levar na minha bolsa. Agora sem mais enrolações o vídeo:

Desculpem por só estar postando esse vídeo agora, mas só essa semana eu consegui encontrar uma bolsa que eu gostava, e achava resistente para aguentar meus livros.
Espero que tenham gostado, e quero saber se vocês gostaram de alguma coisa ou se comprar algo parecido. Até segunda!!
Beijinhos...

Cry Baby da Melanie Martinez

Ooi pessoal!! Tudo bem??
Hoje a pedido da Cissi eu vou fazer uma analise do álbum Cry Baby da Melanie Martinez que foi lançado em agosto do ano passado.
Devo confessar que não conhecia a Melanie antes, mas quando eu estava procurando as fotos para o post vi que são meia malucas e fiquei bem animada para fazer essa analise logo.

Esse álbum como a própria Melanie diz, conta um história, conta a história da Cry Baby, uma garota que sofreu bastante e conta sua história para nós, e muitas vezes as músicas são "narradas" em primeira pessoa pela Cry Baby e em algumas vezes em terceira, que pra mim eu interpretei como se ela tivesse contado para a Melanie e ela estaria nos contando.
E em várias músicas como Dollhouse e Carousel, podemos ver metáfora nas músicas, porque elas contam histórias sofridas, triste, mas ela tenta nos contar isso de forma mais leve e um tanto divertida.

01. Cry Baby - Eu nunca ou vi uma harmonia como essa, eu nem sei descrevê-la, por isso, no começo e na primeira vez é meio irritante, mas depois o ouvido acostuma e fica legal. A letra tem um refrão é muito chiclete, o que não é ruim, longe disso, a letra fala sobre um pessoa séria que na maioria das vezes pensa demais e esconde os sentimentos, e uma hora não aguenta e começa a chorar e muitas vezes é jugado por isso. Super me identifiquei.

02. Dollhouse - Essa música também está no EP que leva o mesmo nome. Tem uma harmonia bem legal e diferente, ela não é muito animada nem lenta é uma mistura perfeita. A letra fala sobre uma família que finge ser perfeita, mas o pai é infiel, a mãe está usando o álcool para esquecer e o irmão está se tornando um viciado, mas mesmo assim eles querem manter as aparências, e sinceramente eu achei essa música meia macabra, mas eu gostei.

03. Sippy Cup - A harmonia me lembra muito a anterior, só que um pouco mais lenta, uma coisa que eu tenho achado muito legal é que ela não tem medo de arriscar e colocar efeitos na música, nessa por exemplo temos um barulho de água no fundo. Pra falar a verdade não entendi direito essa letra, se a outra eu já macabra essa eu não sei nem como descrever, mas depois eu assisti o clipe e consegui entender e a letra.
Pra entender essa eu aconselho que assistam o clipe de Dollhouse e depois de Sippy Cup que fala sobre a mãe da Cry Baby que sempre quer ser perfeita e seguir padrões de beleza e ainda mostra mais sobre o pai infiel e o que aconteceu na cozinha.

04. Carousel - Essa música também tem no EP, Dallhouse. O inicio dessa música me lembra sanfona, e a Itália, foi meio engraçado, e eu adoro como a Melanie em uma música mistura várias referencias musicais. A letra fala sobre um relacionamento, pelo jeito, um primeiro amor que não está sendo perfeito como é o imaginado e, então, ela faz referencias à parques de diversão.

05. Alphabet Boy - O inicio lembra músicas para bebês e depois Cry Baby. A música conta história de um garoto que sempre se acha melhor  que a Cry Baby, e que fazia a mesma feliz, mas depois sempre a deixava péssima, mas agora que ela cresceu, ela quer mostrar pra ele que não pode, mas a destruir.

06. Soap - O começo é meio estranho, como disse anteriormente a Mel não tem medo de inovar e colocar vários efeitos, mas no caso dessa ela é densa e os efeitos não combinaram muito e eu me senti meio mal por escutar. Sobre a letra parece que ela disse coisas e que ela se arrepende por ter falado algo e sobre querer se desculpar, querer apagar algo que foi dito, nesse caso limpar o que foi dito.

07. Training Wheels - Começa com uma daquelas canções de ninar e depois da uma leve animadinha. Essa é uma das letras mais difíceis de entender, talvez seja algo como ela tentando mudar para agradar outra pessoa.

08. Pity Party - Tem uma harmonia. mais densa, que vai ficando mais animada conforme chega no refrão. A letra fala sobre uma festa de aniversário onde ninguém que foi convidado apareceu, e no clipe mostra que nem o garoto apareceu, então seria uma referencia que esse relacionamento estava acabando? Talvez! E a minha parte favorita da música fala que ela vai chorar, mas vai sobre mais bolo pra ela.

09. Tag, You're It - Acho que essa foi a música com uma estrutura mais comum, só que ainda de um jeito marca que a música é da Melanie. É uma letra bem densa, e pareceu uma música sobre um estrupo ou algo parecido com isso, eu vi apenas mais uma analise desse álbum e nela essa música foi interpretada como um relacionamento abusivo e eu realmente acho que pode ser isso, mas de qualquer forma é algo muito assustador.

10. Milk and Cookies - Não tenho muito o que falar sobre essa harmonia porque já tendo ouvido todas as anteriores já parece algo familiar, e apenas para essa música me deixou decepcionada, por conta do título "Milk and Cookies" eu achei que teria alguma referencia a sons de canções de natal, só por diversão já que a Mel adora criar coisas diferentes. E sobre a letra é meio macabra e dá a entender que Cry Baby está seguindo os passos da mãe, e ela está dando um fim ao relacionamento dela com o cara.

11. Pacify Her - É musica mais lenta e fazer essa analise foi um tanto desgastante, pois, é um álbum com uma história difícil, e essa me deu um pouco de soninho. Essa é muito difícil por que poderia ser duas histórias, a Cry Baby invejando um relacionamento, ou então ela refletindo sobre seu antigo relacionamento e achando que com essa nova versão de si as coisas poderiam ser diferentes e dariam certas e ela odeia ela daquela época.

12. Mrs. Potato Head - E agora depois de algumas músicas voltamos para uma música um pouco mais animada. Essa música é meio que uma crítica sobre a super valorização beleza externa, vou explicar melhor, a Cry Baby não gostava de si mesma então ela questiona a Senhora Cabeça de Batata se a dor significa beleza e se vale a pena fazer cirurgias para agradar os outros, e ela pergunta para o Senhor Cabeça de Batata se mesmo assim eles ficaram juntos pra sempre.

13. Mad Hatter - Essa tem um som que lembra algo eletrônico e parece que pegou toda a sonoridade do álbum e jogou nesse álbum. Essa música temos referencias de Alice no País das Maravilhas, e a Cry Baby percebe que todos os problemas que ela tem e ela fala que é louca, mas e daí? As melhores pessoas são loucas.

E aqui acaba a oficial história da Cry Baby, mas tem mais algumas três músicas que fazem parte do álbum edição deluxe que poderiam ser "capítulos extras perdidos" dessa história.

14. Play Date (Deluxe Bonus) - Tem uma batida mais divertida, e no inicio ela engana um pouco como será a música, mas eu achei incrível o trabalho dela nessa música. Essa letra fala sobre um encontro, mas esse casal está sempre jogando, parece meio que uma continuação de Carousel.

15. Teddy Bear (Deluxe Bonus) - Sinceramente, essa música eu diria ser de qualquer pessoa menos da Mel, considerando todas as anteriores, é algo tão comum. Essa letra confirma o relacionamento abusivo da Cry Baby, falando que o cora era uma pessoa quieta e confortante e agora é violento.

16. Cake (Deluxe Bonus) - Essa é a música mais calma do álbum, mas não de uma forma triste, e é outra música que eu diria ser de qualquer pessoa menos da Mel, já que é algo tão comum. Na letra a Cry Baby está comparando o  relacionamento dela e do boy com um bolo que eles tem todos os ingredientes, menos o principal que é o amor dele por ela.

No geral é um álbum bom e legal super bem produzido e cheio de metáforas, mas pra mim e pro meu gosto não é algo que eu ouviria sempre ainda mais porque eu gosto muito de que as letras se encaixem na minha vida, para muitos essas letras podem por para cima e dar esperança de que não importa o que aconteça quando finalmente se encontrarem vão ser felizes, mas para mim, me pois um pouco para baixo esse álbum, mas eu amei as músicas Cry Baby, Dollhouse, Alphabet Boy.

Acho que essa é analise mais longa que eu já fiz e se duvidar o post mais longo também.
Espero que tenham gostado, principalmente você Cissi, mas agora quero saber de vocês, já ouviram o álbum? Se não, estão afim de ouvir? Se sim, o que acharam? Concordam ou descordam de mim? Até mais!!
Beijinhos...

Shadowhunters: Filme vs. Série


Ooi pessoal!! Tudo bem??
Acredito que todos sabem o quanto eu amo o mundo de Shadowhunters, no blog tem todas as resenhas de todos os livros de "Os Instrumentos Mortais" e do "Códex dos Caçadores de Sombras" e também das "Considerações Finais de Os Instrumentos Mortais" e não podemos esquecer também do "Cidade dos Ossos: Livro vs. Filme"
E é sobre isso que eu vim falar hoje eu estou aqui para fazer comparação sobre uma coisa que recentemente estou viciada que é Shadowhunters.

Em Janeiro eu fiz um post sobre as minhas primeiras impressões da série, se alguém quiser ler está aqui, mas agora estamos no episódio seis, eu posso comparar bem a série e o filme, então, vamos lá?
Espero que tenham gostado, porque adorei esse vídeo e se quiserem posso fazer mais vezes, mas agora quero saber o que vocês o que acham? Filme? Ou Série? Nos vemos nas quarta!!
Beijinhos...

Resenha: Por que Indiana, João? (Danilo Leonardi)

Título Original: Por que Indiana, João?.
Título Traduzido: Por que Indiana, João?.
Autor: Danilo Leonardi.
Páginas: 208.
Editora: Giz Editorial.

Sinopse: Você pode pensar que, aos quinze anos, João já deveria estar acostumado com provocações, apelidos e humilhações. Afinal, ele é um típico adolescente deslocado e tímido. Alvo perfeito para a ira dos valentões e para o desprezo das garotas.
Mas sua vida muda completamente quando reage a um ataque de seu maior algoz. O golpe de sorte que derruba o valentão é gravado e vira hit na internet.
João se vê finalmente admirado, respeitado e seguro. Mas tudo tem seu preço e João vai aprender qual o peso que suas escolhas podem ter não só sobre sua vida, mas sobre as vidas de todos ao seu redor.
“Por que Indiana, João?” é o livro de estreia de Danilo Leonardi, editor do canal “Cabine Literária” e parte de uma história quase comum para falar sobre algo que não deveria ser tão comum assim e que faz parte da vida de muitos adolescentes, jovens e até de adultos: o bullying.

Minha Opinião: O livro é narrado em primeiro pelo João, em alguns momentos parecia que estava lendo o diário dele, mas apesar disso em determinados momentos, ele conversa com o leitor. A narração desse livro é muito boa, faz você sempre querer ler mais e saber o que vai acontecer.

Agora falando sobre personagens, já foi um ponto negativo, pelo menos pra mim, talvez seja por conta que o livro foi muito muito fininho e não teve uma grande profundidade nos personagens secundários ou eles realmente não chamam atenção, porque eu não me conectei e me identifiquei com nenhum. Só teve uma personagem que eu peguei mais carinho por ela, que é a Julia, mas o único motivo é porque ela é ruiva, não, apesar disse parecer brincadeira não é.

Agora vamos falar do enredo, é muito legal, no livro o tema principal é o bullying, mas tem vários outros por exemplo homofobia, machismo e essa fase da internet em que estamos, e sobre a influência que tem em nossas vidas, mas mesmo assim o bullying é o tema principal sendo inspirado em experiências do próprio Danilo e de conhecidos.
Eu vi algumas reclamações sobre aessência adolescência por conta que os personagens não falarem palavrões, e sobre sexo e drogas, mas achei bem normal, afinal, esses tipos de coisa não são assuntos 24 horas nas vidas das pessoas.
No geral, é um livro muito bom de leitura rápida e bem pensado e pesquisado e cheio de referências de acontecimentos da vida real.

Espero que tenham gostado da resenha, e agora quero saber o que vocês acharam da resenha e se já leram ou querem ler esse livro. Por hoje é só, mas ... tem mais!!
Beijinhos...

Discurso da Taylor Swift no Grammy




Ooi pessoal!! Tudo bem??
Hoje eu vim para bater um papo sobre o caso Kanye West e Taylor Swift.
Eu vou fazer um breve resumo de toda a história deles para quem não conhece e depois vou chegar no meu real objetivo que, por enquanto, é o fim dessa história.

Tudo começou em 2009, no VMA, quando o Kanye interrompeu o discurso de agradecimento da Taylor quando ela ganhou o prêmio de "Melhor Clipe do Ano" com You Belong With Me. Caso alguém queira ver esse momento está aqui.

Um tempo depois ele pediu desculpas a Taylor e disse "Que jamais gostaria que alguém fizesse isso com a filha (North West)" e a Tay o perdoou.

E... além de perdoa-lo, ainda fez o discurso de homenagem para ele quando ganhou o Video Vanguard Award no VMA 2015, e estava tudo bem até semana passada quando Kanye liberou seu novo álbum, nesse álbum tem um canção com a participação da Rihanna chamada Famous, que conta com um trecho polêmico: “I feel like me and Taylor might still have sex/Why?/I made that bitch famous (Eu acho que eu e a Taylor deveríamos transar/ Por quê?/Eu fiz aquela v*dia famosa)”.

Quando essa música foi lançada logo o West foi criticado e massacrado, então ele falou no twitter que a Tay sabia da letra e que tinha concordado, mas se ela tinha concordado e sabia, porque o irmão dela (Austin) fez um vídeo jogando o tênis (desenhado pelo West) fora? E por que a relações publicas da Taylor fez um declaração para o Perez Hilton falando que ele tinha pedido para a Tay lançar a música em seu twitter, mas ela não concordou, mesmo ainda não sabendo desse trecho.

E agora estamos onde eu queria:
Segunda (15), foi o Grammy's, e até então a Taylor não tinha se pronunciado sobre o assunto, mas como ela mesmo disse em Better Than Revenge, "I always get the last word (Eu sempre dou a última palavra)".
Quando ela fez história no Grammy, sendo a primeira mulher a ganhar duas vezes na mesma categoria, Álbum do Ano, e ela fez um discurso incrível, além de feminista, e incentivando quem está no inicio desse rumo de carreira ou quem quer começar, e ainda foi uma resposta incrível para o Senhor Kanye West.

Isso deixa obvio que ela não gostou nem um pouco desta música, mas o motivo que eu quis fazer esse post, além de ser Swiftie, foi por conta do discurso, acho que apesar de ter sido uma alfinetada para o Kanye, e ter falado para garotas que querem seguir esse rumo esse discurso é um conselho pra vida.
Que independente do que você faça você deve fazer com amor, e ao lado das pessoas certas tudo vai render e vai dar certo e você vai ser feliz.

Espero que vocês tenham gostado do post, e que esse conselho da Tay ajude vocês nessa longa jornada que chamamos de vida. Nos vemos sexta feira!!
Beijinhos...

Decepcionada: DC's Legends of Tomorrow

Ooi pessoal!! Tudo bem??
Vocês sabem que eu adoro compartilhar com vocês as séries que eu assisto e que eu amo, mas hoje será um pouco diferente, hoje eu vou falar com vocês de uma série que eu não gostei.

Sinopse: Quando os heróis não são suficientes… o mundo precisa de lendas. Depois de ter uma visão do futuro, Rip Hunter reúne um grupo de super heróis e vilões para uma viagem no tempo, a fim de prevenir os eventos que estão por vir. Pode este time desorganizado derrotar uma ameaça imortal diferente de tudo que já conhecemos?



Minha Opinião: Eu não estava com altas expectativas para não me decepcionar, e mesmo assim me decepcionei.
A série vem de personagens secundários de outros seriados (Arrow e The Flash), personagens considerados não muito importantes, alguns personagens eu gostava de ver em suas séries de origem, outros eu odiava e queria que morresse logo (Oi, Sarah!) e assistir essa série me fez odiar ainda mais a Sarah e parar de gostar dos outros, pelo simples fato que eles são muito idiotas nessa nova série, fazendo coisas idiotas.
O enredo tinha tudo para ser algo incrível, mas não é, já foram exibidos esses quatros episódios, e em todo episódio eles vão para um lugar tentam fazer algo fracassam e terminam brigando e no fim do episódio um reconciliação, mas na minha opinião parece que eles nunca saem do lugar e não me dá mais vontade de assistir, semana passada eu fui tentar assistir o quarto episódio antes de eu dormir eu pensei "Vou assistir antes de dormir, assim eu durmo mais fácil" e não é que eu estava certa.
O primeiro episódio foi tipo: "Okay, é isso??" então eu pensei, "esse episódio é o episódio piloto, pode melhorar", então vem o segundo episódio e eu penso "Que m**** é essa?", e  esse é meu pensamento até hoje,
O segundo e o quarto foram os piores porque a história contada nesses me deixou muito entediada e ficava pensando "Sério mesmo que estou perdendo meu tempo com isso?".
E é por isso que eu abandonei essa série.

Eu sei que esse é um tipo de post atípico aqui no blog, mas achei que seria bom compartilhar com vocês, mas quero saber de vocês o que acharam da série? Ou ainda estão vendo se vão começar a assistir? Até a próxima!!
Beijinhos...

JMJ: Como fazer: Brigadeiro de microondas

Ooi pessoal!! Tudo bem??
Hoje para o último vídeo do especial de aniversário eu vim ensinar uma receita super fácil que qualquer um consegue que é Brigadeiro de microondas.
Muita gente não gosta de fazer, pois, acha que não fica tão bom quanto o de panela, mas essa receita que eu aprendi no no canal Cozinha da Cátia, deixa igualzinho o de panela.

Para essa receita vocês vão precisar de:
* Um recipiente alto.
* Uma caixa (ou lata) de leite condensado
* Uma colherzinha de manteiga.
* Duas colheres de chocolate em pó 70% cacau.

E agora o vídeo:


Caso você tenha perdido algum vídeo, pode assistir aqui:

Eu espero que tenham gostado do vídeo e do especial, e façam essa receita ela é bem fácil e tenho certeza que não vão se arrepender, se vocês forem tentar ou já tentaram deixem nos comentários que vou adorar saber o que acharam. Até semana que vem que será mais tranquia que essa, mas tão legal quanto!!
Beijinhos...

JMJ: Tag: Minha história com o Blog/YouTube + Obrigada

Ooi pessoal!! Tudo bem??
Hoje, dia 10 de fevereiro, e é aniversario do blog!!
Então...

 Parabéns!!

Vou deixar para falar tudo no vídeo e me desculpa por estar meio abobada e avoada, mas é um marco especial pra mim e difícil de colocar em palavras tanto orais, quanto escritas. Agora não vou falar mais nada, os vídeos pra vocês:





Ah... E a tag que eu respondi eu encontrei no Blog da Daiane Barbosa e dei um pequena modificada para o especial dessa semana.
01. Há quanto tempo você tem blog/canal no Youtube?
2. O que te motivou a começar a blogar/gravar?
3. Quais as maiores dificuldades que você encontrou no começo?
4. Qual foi a reação da sua família e dos seus amigos com seu blog/seus vídeos?
5. O que você mais gosta em ser blogueira/youtuber?
6. Quanto tempo você demora na produção total de um post/vídeo?
7. Quem são seus blogueiros/youtubers favoritos?
8. Quanto tempo você fica no YT por dia?
9. Qual a coisa mais legal que já te aconteceu por causa do seu blog/canal?
10. Qual a coisa menos legal que já te aconteceu por causa do seu blog/canal?
11. O que você acha que ainda falta no YT?
12. Uma mensagem para todos os seus inscritos:

Espero que vocês tenham gostado e nos vemos amanha no canal e sexta aqui no blog!!
Beijinhos...

JMJ: Tag da Verdade


Ooi pessoal!! Tudo bem??

Depois de pensar em várias formas, decidi que pra começar o especial de aniversário sendo totalmente honesta e começar respondendo a "Tag da Verdade"

Eu já tinha visto essa tag em diversos canais, mas sempre esquecia dela, mas aqui estamos nós hoje, mas antes do vídeo aqui estão as perguntas para quem quiser responder:
1. Você sai na rua de cara limpa? Você se maquia todos os dias?
2. Você faz academia? Já faltou a academia por preguiça?
3. Quantos minutos por dia você gasta para se arrumar? Seu namorado reclama?
4. Você passa hidratante corporal e protetor solar facial religiosamente todos os dias?
5. O que vc faz quando está num evento e o sapato machuca o seu pé?
6. Já aconteceu da sua roupa rasgar, sujar ou manchar durante um evento? O que você fez?
7. Já dormiu maquiada alguma vez na vida?
8. Qual a cor de batom que você nunca teria coragem de usar?
9. Já sabotou sua dieta e se arrependeu?
10. Já fez alguma maquiagem que deu errado ou ficou esquisita e só percebeu nas fotos?
Agora sim, aqui está o vídeo:

Espero que tenham gostado e se alguém quiser responder essa tag, fique a vontade, mas me avisem, pois, eu quero ver as respostas de vocês. Então até amanha lá no canal (acho que vocês vão rir).
Beijinhos...

Anúncio: Especial JMJ

Ooi pessoal!! Tudo bem??
Esse não é o horário normal de sair post, mas esse é especial, eu vim anunciar o especial que eu vou fazer.

Agora, vocês devem estar se perguntando, mas por que um especial?
E eu respondo, porque quarta dia 10 é o aniversário de três anos do blog e um ano do canal e eu não poderia estar mais animada.

E como esse especial vai funcionar?
Diferente do Sweet Sixteen, esse eu resolvi gravar três vídeos (para segunda, quarta e sexta) e nesses dias os vídeos vão estar disponíveis aqui no blog e no canal, mas terça e quinta também vão ter vídeos, só que esses estarão disponíveis apenas no meu canal (aqui).

Por agora é só, mas mais tarde eu apareço com o primeiro vídeo do especial. Espero que vocês gostem e divirtam-se. Até mais tarde!!
Beijinhos...

1º Maratona 24 Horas de 2016

Ooi pessoal!! Tudo bem??
Hoje eu vim anunciar que vou fazer uma Maratona 24 horas.

Eu gostaria de ter feito um vídeo anunciando a maratona, mas ontem a noite me veio uma ideia de repente, porque não fazer uma maratona 24 horas, a primeira de 2016 nessa segunda.
Já que não pude fazer um vídeo fazendo o anuncio da maratona eu vou gravar vlogs durante a minha maratona e depois eu posto para vocês poderem ver como foi.

Vou iniciar a maratona segunda (00:00 e ela vai até às 23:59), e eu vou ficar basicamente lendo o dia inteiro, só vou para para necessidades básicas de um ser humano que é claro que não preciso citar aqui, e para postar no blog, porque sim, apesar de estar fazendo maratona eu vou postar, e adianto que semana que vem será uma semana especial.
Para essa maratona eu separei pra ler (ou reler):
  * Desafio da C. J. Redwine - (Já comecei esse livro, mas pretendo prosseguir com a leitura durante a maratona).
  * Por que Indiana, João? do Danilo Leonardi.
  * O Códex dos Caçadores de Sombras da Cassandra Clare & do Joshua Lewis - (Na verdade esse é um livro que eu estou relendo e já tem resenha aqui no blog).
  * Como Eu Era Antes de Você da Jojo Moyes.
  * Girl Online da Zoe Sugg (Esse e o anterior sendo que tenho apenas a edição digital).

Me desculpem por avisar assim bem em cima da hora, mas a ideia veio do nada, e tenho que aproveitar que estou ainda de férias.
Eu não planejo finalizar todos, eu quero só da uma bela adiantada nas leituras, os únicos que panejo finalizar são o "Desafio" e o "O Códex dos Caçadores de Sombras". Sobre o vlog logo vocês vão saber quando ele vai sair, mas se querem um dica fiquem de olho no canal, e vou tentar fazer alguns snaps durante (jennya_souza), mas quem não tem snap, não se preocupe tudo vai estar no vlog.

Bom... depois desse aviso?? anuncio?? gigante, eu gostaria de saber se vocês algum de vocês vai poder participar, e mesmo se vocês não puderem torce por mim pessoal.
Nos vemos semana que vem e acreditem vai ser uma semana inesquecível.
Beijinhos...

Resenha: Cidade de Papel (John Green)

Título Original: Paper Towns.
Título Traduzido: Cidade de Papel.
Autor: John Green.
Páginas: 368.
Editora: Intrínseca.
Sinopse: Quentin Jacobsen tem uma paixão platônica pela magnífica vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. Até que em um cinco de maio que poderia ter sido outro dia qualquer, ela invade sua vida pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola e então descobre que o paradeiro da sempre enigmática Margo é agora um mistério. No entanto, ele logo encontra pistas e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele achava que conhecia.
Minha Opinião: Os personagens desse livro são algo neutro, pois tem alguns pontos positivos outros negativos, por exemplo, a Margo e o Quentin, podíamos sentir a personalidade do Margo, mas a do Q era  meia apagadinha, mas do meio  pro final. Já os amigos deles são chatos e em alguns momentos me davam tédio, o mais legal na minha opinião era o Radar.
Durante o livro eles mencionavam um site chamado: Omnictionary que me pareceu um Wikipédia só que com chats, eu achei esse um fato interessante de se comentar.
É um livro de investigação, como a própria Margo disse no decorrer do livro: "Planejar é melhor que realizar" e a parte do livro mais legal é a investigação em sim do fim. Eu estava super animada com esse livro, e me divertindo muito e achando que o livro era 4 estrelas, mas ai chegou o fim me dando um balde de água  fria e me deixou em duvida do que achar do livro, pensei em 3,5, por isso, como vocês devem lembrar (aqui) eu arrendondo pra cima, 4 estrelas.
O fim em si é sem graça, mas as mensagens por trás são boas e lindas, e desculpem fãs de A Culpa é das Estrelas, mas eu achei Cidade de Papel melhor que A Culpa é das Estrelas

Não tenho muito o que falar desse livro, pois muito dele é spoiler, então, por hoje é só isso, mas em breve vou fazer o Livro vs. Filme.
Espero que tenham gostado, quero saber o que vocês acharam da resenha e se já leram e/ou assistiram ao filme. Até sexta!!
Beijinhos....

Leituras do Mês: Janeiro de 2016

Oi pessoal!! Tudo bem??
Estou de volta, eu realmente precisava de umas férias, de um descanso, mas agora estou pronta.

E voltando as velhas tradições do JMJ, aqui estamos nós para mais um: "Leituras dos Mês".
Dessa vez, o mês rendeu, eu li dois livros completos e comecei um terceiro e se Deus quiser agora em fevereiro vai ser melhor ainda.
Agora deixa eu parar de enrolar e, e aqui está o vídeo:

E como prometido, aqui está a sinopse de "Desafio" da C. J. Redwine:
No interior das muralhas de Baalboden, à sombra do brutal Comandante da cidade, Rachel Adams
guarda um segredo. Enquanto as outras garotas fazem vestidos e obedecem a seus Protetores, Rachel é capaz de sobreviver nas florestas e de manejar uma espada com destreza. Quando seu pai, Jared, é declarado morto em uma missão, o Comandante designa para Rachel um novo Protetor: Logan, o aprendiz de seu pai, o mesmo rapaz a quem Rachel declarou o seu amor há dois anos, e o mesmo que a rejeitou. Com nada além da forte convicção de que seu pai está vivo, Rachel decide fugir e encontrá-lo por conta própria. Mas uma traição contra o Comandante tem um preço alto, e o destino que a aguarda nas Terras Ermas pode destruí-la.


É bom estar de volta!! Espero que vocês tenham gostado, mas agora quero saber como anda a leitura de vocês e se já leram algum desses livros. Até a quarta!!
Beijinhos...
google7daadd2f4ae3ab26.html