O Que Achei de Senhor dos Anéis

Oi pessoal!! Tudo bem??
Algum tempo atrás eu fiz uma resenha e depois fiz o livro vs. filme do Hobbit, e em ambos os post eu disse que assim que assistisse os três filmes de O Senhor dos Anéis eu faria um post especial falando só sobre os filmes e aqui estamos.

Sinopse: Numa terra fantástica e única, chamada Terra-Média, um hobbit (seres de estatura entre 80 cm e 1,20 m, com pés peludos e bochechas um pouco avermelhadas) recebe de presente de seu tio o Um Anel, um anel mágico e maligno que precisa ser destruído antes que caia nas mãos do mal. Para isso o hobbit Frodo terá um caminho árduo pela frente, onde encontrará perigo, medo e personagens bizarros. Ao seu lado para o cumprimento desta jornada aos poucos ele poderá contar com outros hobbits, um elfo, um anão, dois humanos e um mago, totalizando 9 pessoas que formarão a Sociedade do Anel.


Minha Opinião: Normalmente quando faço esse eu acabo preparando um texto e a cada paragrafo eu vou falando sobre um ou dois aspectos, mas dessa vez eu vou fazer por tópicos, pois, acho que é o melhor jeito de fazer, afinal são três filme e eu não vou dar nenhum spoiler.

Enredo e duração: promete bastante, e cumpri, acredito que quem gosta bastante de coisas que envolve batalhas, história misticas vai gostar bastante, tem partes que são bem legais que eu jamais esquecerei, mas tem partes que me davam sono, e agora entro com a parte da duração são três filmes muito longos (Duas horas e não sei quantos minutos cada), e devo dizer que isso me deixava sempre meio desanimada na hora de começar a assistir.

Efeitos Especiais: Os efeitos especiais são muito bons, e eu fiquei impressionada pela qualidade, afinal, são filmes de 2001 (Sociedade do Anel), 2002 (As Duas Torres) e 2003 (O Retorno do Rei). Tem alguns filmes que lançaram nos últimos anos, que estão longe de ter uma qualidade tão em efeitos especiais quanto os dessa franquia.


Figurino e cenários: Foram tão bem feitos que realmente parece que você está vivendo na Terra-Média e está viajando e se preparando para uma batalha, e teve alguns cenários que eu pensava nossa esse seria um bom lugar para tirar fotos. Devo confessar que a caracterização do orcs me deixavam com um tanto de nojo de tão boa.


Recomento ou não: Pra mim, no geral são bons filmes, com grandes qualidades, coisas que eu amei e jamais esquecerei, mas tem algumas coisas que me decepcionaram e me desanimaram (como a duração do filme), mas eu recomendo, pois, é aquela velha história de o que não foi bom para mim pode ser por pra você, é uma questão de gosto, eu sei que vai ter gente que vai amar, e tem gente que vai odiar, e tem gente que vai apenas gostar assim como eu.


Espero que tenham gostado do post de hoje, e quero saber de vocês, vocês já assistiram? Se sim, gostaram? Se não, agora estão animados para assistir? Por hoje é só pessoal... Até a próxima!!

Beijinhos...

Purpose do Justin Bieber

Oi pessoal!! Tudo bem??
Aqui estou eu para fazer mais uma “analise” de um álbum dessa vez Purpose do Justin Bieber.
Eu sei que muito vão pensar e falar muitas coisas sobre ele, tudo bem ele errou, mas eu não estou aqui para falar dele, mas sim do trabalho dele, e querendo ou não ele tem talento.
A maioria dessas músicas eu amei, teve músicas que eu apenas gostei, só teve uma que eu não gostei e até exclui a música. Para essa analise eu escolhi a versão deluxe de Purpose, eu pensei em fazer a versão Japonesa (que é a deluxe mais três músicas), mas essa só tem no Japão e para conseguir é só baixando, então preferia a deluxe que pode ser encontrada em todo mundo.

01. Mark My Words - A melodia eu não consigo descrever, mas e bem calma, e além da melodia instrumental ainda tempos uma vocal do Justin. É uma música calma, e eu sinto que ao esmo tempo ela é calma e densa. A letra me pareceu um pouco confusa, é um letra bem curtinha, tem um refrão que se repete no inicio e no final, e no meio tem um um paragrafo. No refrão fala que a única coisa que ele tem é a palavra dele e ele não quer viver uma vida de mentiras, já no paragrafo eu realmente não consegui entender, talvez eu precise de um tempo.

2. I'll Show You - Eu não falar dessa música, porque eu já fiz um post falando sobre a música e o clipe aqui.

3. What Do You Mean Eu não falar dessa música, porque eu já fiz um post falando sobre a música e o clipe aqui.

4. Sorry - Eu não falar dessa música, porque eu já fiz um post falando sobre a música e o clipe aqui.

5. Love Yourself (colaboração com Ed Sheeran) - Logo no inicio, eu já sabia, eu amo essa música. Tem uma melodia bem gostosa e parece que você a conhece desde sempre, eu poderia ficar escutando essa música para sempre. Na minha interpretação, essa música retrata um quase relacionamento,  em que a garota era controladora e queria que tudo fosse do jeito dela e ela não poderia estar em uma relação porque antes ela precisava se amar.

6. Company - O começa me lembra levemente I'll Show You (1 faixa), mas depois ganha uma batida totalmente diferente. Devo dizer que não entendi direito essa música, mas para mim, poderia ser uma música se tratando de um crush, que ele gosta até pode se imaginar com a pessoa mesmo sem saber nada sobre ela.

7. No Pressure (featuring Big Sean) - Melodia calma e densa, devo dizer que achei que a parte do Big Sean seria mais animada, mas a música inteira teve "tom". Outra letra meio confusa, mas essa em algumas partes ficou obvias que eram para Selena, a música fala sobre um relacionamento e a outra pessoa não quer mais papo, ela está afastando enquanto ele ainda tenta lutar para mostrar que ele pode mudar e fazer a vida dela mudar como ela fez com a dele.

8. No Sense (featuring Travis Scott) - Me lembra um pouco Confident (do próprio Justin Bieber), devo ser sincera e dizer que não gostei dessa música. A letra é uma versão completamente estendida do titulo, ele faz um monte de comparações, com base em relacionamentos que não faz nenhum sentido.

9. The Feeling (featuring Halsey) - Tem uma melodia meio exótica, mas é algo calmo, não lembro de nunca ter visto algo parecido, se colocar essa música a noite eu vou dormir, não isso não é algo ruim. Fazendo um resumo desa música, ela seria sobre não saber se está apaixonado pelo pessoa, ou se está apaixonado pelo sentimento que esta sentindo.

10. Life Is Worth Living - É uma música bem calma, é inteira no piano. A música é basicamente sobre os últimos anos da vida do Justin, claro ele não deixa claro, mas dá parar ler as estrelinhas, alguém está perdido esperando alguém ajudar, até que Deus entra na vida da pessoa, e a ajuda, ela percebe que vale a pena viver novamente. É uma música linda e emocionante e já entrou para as minhas favoritas.

11. Where Are Ü Now (featuring Skrillex e Diplo) - Sinceramente eu achei que essa música não iria entrar no álbum. É uma música bem dançante que fala sobre basicamente seria sobre dar tudo a uma pessoa, e quando você mais precisa dela, você não sabe aonde ela está.

12. Children (featuring Skrillex) - Tem uma batida eletrônica, mas eu já não esperaria outra coisa de uma parceria com o Skrillex. Não sou muito fã da batida, mas o que diz a letra que fala sobre mudar as crianças inspirarem a fazer a diferença eu gosto, mas não acho que combinam, e muito menos se essa música deveria estar em Purpose, talvez em alguma campanha.

13. Purpose - Outra música no piano, bem calma, e eu sinto um sentimento de dor e arrependimento.  A música em si é uma música para Deus, falando que Ele deu o proposito, e ele deixando tudo nas mãos Dele, para o que vier que acontecer aconteça. E a faixa termina com o Justin fazendo um discurso sobre estar pedindo para ser melhor, para não deixar isso (todos os erros do passado dele) voltarem a acontecer. e depois ele fala para quem está ouvindo a faixa para não sermos duros com nossos mesmos por conta dos nossos erros, pois podemos melhorar é só deixar na mão de Deus.

14. Been You - tem uma melodia "padrão" do álbum, mas tem um efeito no refrão que deixa meus ouvidos irritados. Tem uma voz feminina (parece a Kendall Jenner) falando algo antes dele repetir o refrão pela última vez, mas não consegui entender o que ela fala. A letra fala sobre um relacionamento que chegou ao fim e a pessoa fica pensando e querendo repetir isso, mas dessa vez fazer de outra forma para que não acabe.

15. Get Used To Me - Tem uma batida calma, mas ainda sim dançante que vai canhando um pouco de força ate que chega no refrão. Eu gostei, mas devo confessar que não entendi a letra.

16. We Are (featuring Nasir Jones) - sinto que já ouvi essa melodia alguma outra vez, é uma melodia muito familiar no trabalho do Justin, não que isso seja algo ruim. Já a letra pelo que eu entendi o relacionamento está no final e uma das partes não quer mais lutar e eles estão se perdendo em toda essa confusão. Adoraria ver essa música como single.

17. Trust - Na primeira vez que eu escutei eu pensei: "Pera eu ouvi já essa melodia nesse mesmo CD", parece que as músicas apenas da versão deluxe foi tipo to sem ideia para melodia, vamos usar algo bem parecido com que já usamos, mas repetindo isso não é algo  ruim. Para mim, pareceu que ele estava tentando convencer alguém de que eles poderiam ter um relacionamento, caso, ambos, acreditassem no amor.

18. All In It - Gostei tem uma melodia diferente, é uma música calma, mas ao mesmo tempo me passa um felicidade. Basicamente essa música fala sobre fazer as coisas que quer se todo seu coração estiver nele, e em mais uma música ele fez um discurso sobre não ser perfeito e isso pode decepcionar as pessoas, então acredito que o Justin esta querendo falar sobre a carreira. Essa é outra que eu adoraria ver essa música como single.

19. What Do You Mean? (Remix) - (Justin Bieber & Ariana Grande) - Eu não chamaria de remix, não mudaram em nada na melodia, a única coisa que aconteceu foi é que acrescentaram a parte que a Ariana canta, e posso dizer que ficou bem legal.

Espero que vocês tenham gostado e em breve eu pretendo fazer analises dos EPs da DNCE e da Hailee Steinfeld. Agora quero saber a opinião de vocês, o que vocês acharam de Purpose? Até a próxima meus docinhos!!
Beijinhos...

Eu sou grata por...

Oi pessoal!! Tudo bem??
Como segunda passada eu fiquei "devendo" um post para vocês, hoje eu vim "pagar".
Hoje, dia 26 de novembro em alguns países é o Thanksgiving (ou Ação de Graças em português), que uma data que as famílias se reúnem fazem uma ceia e para falam pelo que são gratos. Meu ano foi bem conturbado e apesar de tudo eu tinha muitas coisas pelas quais agradecer e quis compartilhar com vocês.
Antes do vídeo eu gostaria de colocar mais uma coisa na minha lista, eu recebi essa noticia depois que já tinha gravado e editado o vídeo, que é eu sou grata pela melhora do meu grandpapa, e que a cirurgia dele ocorreu tudo bem. Agora sim, aqui está o restante da minha lista:

Espero que tenham gostado e se quiserem compartilhar comigo pelo o que vocês são gratos eu vou me sentir honrada, mas se não quiserem eu entendo. Então... até amanha meus docinhos!!
Beijinhos...

Supergirl

Oi pessoal!! Tudo bem??
Recentemente, a CBS lançou um novo seriado, Supergirl. A série tem apenas cinco episódios lançados, mas é obvio que eu não perderia a oportunidade de fazer um post com as minhas impressões para vocês.

Sinopse: Kara Zor-El sobreviveu a explosão de Krypton sendo enviada à terra junto de Kal-El (Superman/Clark Kent), seu primo, na intenção de cuidar dele. Mas infelizmente, durante o caminho, sua nave acaba se desviando e ficando presa na zona fantasma. Após 24 anos presa em um lugar onde o tempo não passa, ela chega à Terra e descobre que seu primo é um herói e não precisa de sua ajuda. Sem uma missão, ela acaba escolhendo levar uma vida normal. Anos depois, agora já crescida, Kara decide não esconder mais seus poderes, tomando a decisão de seguir o mesmo caminho de seu primo. Ela assume então suas habilidades, na esperança de ser a heroína que nasceu para ser.

Minha Opinião: A Supergirl sempre foi uma das minhas heroínas favoritas da Liga da Justiça, então estava bem animada para saber como iria ficar.
Sobre a história eu não tenho muito o que falar já que tudo está na sinopse, e a cada capítulo é um mistério novo, mas eu gostei de saber como ela veio parar na Terra, pois, era algo que eu não lembro de ser abordado no desenho.
Falando sobre a caracterização dos personagens eu adorei, cada personagem com sua personalidade, e da escolha dos atores, quer dizer, eu gostei de quase todos, eu ainda estou com um pé atrás da escolha da atriz que faz a KaraMelissa Benoist, tem hora que parece que ela foi a escolha perfeita, mas tem horas que eu fico pensando: "Como ela foi escolhida para fazer a Supergirl?".
No geral eu gostei da série, de dez eu dou nove estrelas, acredito que a série ainda tem algumas coisas a melhorar, mas ainda está no começo, pode melhorar tudo que falta e ficar "perfeita".
Uma coisa que quero muito ver nessa série é um episódio que Supergirl e o Superman lutem lado a lado.
No início o post eu disse que a série era da CBS, mas também está passando na Warner, eu não sei se já tem algum canal aberto passando, mas está bem fácil de achar pela internet.

E falando em internet, aqui está um trailer (oficial), e digamos que de certa forma tem a participação da Demi Lovato:


Espero que tenham gostado desse post, essa é minha humilde opinião sobre essa série que mal começou, mas já estou adorando. E agora quero saber se vocês já assistiram e se sim qual a opinião de vocês. Até a próxima docinhos.
Beijinhos...

Top: Momentos que Aconteceram No AMA

Oi pessoal!! Tudo bem??
Ontem, (22), para quem é ligado no mundo da música ou para quem me acompanha nas redes sócias sabe que rolou o American Music Awards (ou simplesmente AMA).
Eu fiz cobertura lá no twitter (@JennyA_Souza), mas eu decidi  que eu precisava fazer um post com os melhores momentos para mim.
Teve vários memoráveis nessa premiação como a performance a Celine Dion, em homenagem as vitimas do atentado na França, a performance da Carrie Underwood, e do Nick Jonas o medley de Chains/Jealous, o cabelo azul do Joe, mas eu escolhi seis momentos que mais me fizeram surtar durante a premiação.

PS: Está na ordem do que aconteceu e não em ordem de preferencia, ou qualquer coisa do tipo.

Vou começar pelo começo, a primeira apresentação no palco, foi da Jennifer Lopez, que também foi a anfitriã da noite, essa apresentação foi incrível, colocou todos para dançar e foi uma linda homenagem a todos os artistas que trabalharam duro esse ano.


Depois, veio a apresentação da Selena, tudo bem que eu queria que ela cantasse outra musica, mas tudo bem ela cantou Same Old Love, mas era uma apresentação totalmente repaginada. E eu amei essa nova apresentação, mas um pausa para esse look bafônico dela.


Em seguida, veio a apresentação da Demi Lovato, que apesar de sua escolha ser Confident (de novo), também uma apresentação incrível, e ela usou e abusou da sua capacidade vocal. Sobre o look dela eu amei tudo menos esse cabelo, sério, quem fez isso?


Então veio a performance da Ariana e eu fiquei pensando no inicio: "o que ela vai fazer?? Isso não tem nada haver com Focus!!", mas então ela transformou a apresentação e ficou divo, e mais uma vez tiro o chapéu para mais uma artista com um look perfeito.


Então Demi Lovato volta para se apresentar mais uma vez, mas dessa vez com a Alanis Morissette, cantando um sucesso dos anos 90, You Oughta Know, essa música fez 20 anos, o mais engraçado é que eu descobrir que conhecia a música, sem saber.


Agora o show de encerramento ficou por conta do Justin Bieber, que ele fez um medley de What Do You Mean?, Where Are Ü Now e Sorry, e o foi incrível e ele fez até chover. Apesar de tudo, depois dessa "pausa" dele, ele está voltando com tudo.


Espero que tenham gostado e quero saber de vocês, alguém também assistiu? O que acharam? To ansiosa para saber a opinião de vocês. Até a próxima meus docinhos!!
Beijinhos...

Dica: Barely Lethal

Oi pessoal!! Tudo bem??
Recentemente, eu assisti Barely Lethal (Escola de Espiões), com a Heilee Steinfeld e Dove Cameron e devo dizer que amei esse filme. Então vamos conversar sobre ele:
Sinopse: Aos 16 anos de idade, Megan Walsh (Hailee Steinfeld) já é uma jovem assassina, treinada com os melhores. Mas ela está cansada desta vida, e finge a própria morte para recomeçar de novo. Com uma identidade secreta, ela se inscreve como aluna de uma pequena escola, mas sua antiga chefe (Jessica Alba) desconfia do golpe e decide investigar o caso.
Trailer:


Minha Opinião: Esse filme tinha tudo para ser um filme clichê de High School, a garota nova tentando se encaixar na escola e tentando se encontrar, mas não o principal do filme é o que o deixa incrível, ela é uma espiã. Sinceramente, eu não estava dando nada por esse filme, eu só ficava pensando: “Aonde tudo isso vai levar?” e acabou se tornando emocionante. E sobre a história é apenas isso que eu vou falar para não dar nenhum spoiler para ninguém.

Agora falando sobre aquela parte mais técnica, as locações são incríveis, a escolha do elenco foi perfeita, eu não mudaria nada, já sobre o figurino eu não gostei muito, gostei de algumas roupas no começo e no final, mas no meio eu mudaria todas.

Sobre as personagens eu só vou falar das duas que mais se destacaram para mim:
Megan Walsh (Hailee Steinfeld): Talvez a Taylor tenha se inspirado em Bad Blood por conta desse filme da amiga que por sinal é a The Trinity, no clipe. Agora voltando à personagem apesar dela ser uma espiã dá para se identificar bastante com ela, afinal ela está indo para primeira vez para a escola e ela está tentando se encaixar, e algumas vezes ela faz algumas coisas que dá até vergonha alheia.
Liz Larson (Dove Cameron): Eu escolhi ela, pois, ela tem problemas mais reais como nós, separação dos pais, medo ser quem é com medo de que não nos aceitem e porque está passando pela fase do primeiro amor.

Eu não sei se ele já está disponível dublado, mas sei que está disponível legendado, mas de qualquer forma o filme em inglês está bem fácil de entender.

Espero que tenham gostado e se já conheceram ou se querem assistir, deixem nos comentários que eu vou adorar saber. Até a próxima. Amo vocês!!
Beijinhos...

Tag: Jogos Vorazes

Oi pessoal!! Tudo bem??

Gente eu queria pedir desculpa por segunda não ter tido post, mas só não teve porque eu estava sem internet, sábado a noite teve uma tempestade aqui na região aonde eu moro e a internet só voltou ontem, eu expliquei tudo certinho lá na fan page do blog. Mas voltando ao post de hoje...

Hoje, dia 18 de novembro é o lançamento do último filme de Jogos VorazesA Esperança - O Final.
Apesar de não ser uma das minhas histórias favoritas da vida, eu amo os livros e os filmes, estou muito animada para esse último filme, Há um mês, o Eduardo do Perdido nos Livros ele postou um vídeo respondendo um tag sobre Jogos Vorazes (aqui), gostei pensei: "Por que não gravar?" e depois acabei decidindo quer seria para o dia do lançamento do filme e aqui estamos nós. Agora sem mais enrolação aqui está o vídeo:

Aqui estão as perguntas, caso alguém queira responder também:
01. Você prefere o Gale ou o Peeta?
02. Você prefere o estilo louco da Effie ou simples como o Cinna?
03. Você prefere se tornar um Avox ou ser picado por teleguiadas?
04. Você prefere se juntar com os carreiristas ou correr para as colinas?
05. Você prefere se tornar o símbolo da revolução ou ser um servo da capital?
06. Qual seu livro favorito da trilogia?
07. Quanto tempo você acha que duraria nos Jogos Vorazes?
08. Qual distrito você gostaria de morar?
09. Pra você, qual é o momento mais emotivo dos livros?

Eu queria pedir desculpas novamente pelo meu desanimo é que eu tive que gravar no mesmo dia das leituras do mês e não consegui regravar de novo durante o mês.

Apesar de tudo espero que vocês tenham gostado e se reponderem não esqueçam de deixar os links aqui embaixo, e se você não tem blog nem canal pode responder aqui nos comentários mesmo, que vou adorar saber as respostas de vocês. Até a próxima. Amo vocês!!
Beijinhos...

Confident da Demi Lovato

Oi pessoal!! Tudo bem??
Um tempo atrás eu fiz uma analise levando em conta um pouco do meu conhecimento musical e meu sentimentos sobre o Revival da Selena Gomez, e lá eu prometi que iria fazer sobre o Confident da Demi Lovato.
Antes de começar a analise propriamente dita, o álbum apesar de ser algo novo, de certa forma ela ficou no mais seguro, esse álbum em alguns momentos me pareceu uma mistura de todos os sons dos outros álbuns, mas a diferença é poder nos sentimentos. Realmente mostra confiança dela. Músicas realmente emotivas que a última vez que nos vimos foi em Unbroken.
Mas como nem tudo é maravilha teve músicas que eu não entendi a letra, e era normalmente essas que eu não gostava, mas isso pode ser algo momentâneo, mas também pode não ser. Então... Vamos começar essa analise:

01. Confident - Eu não vou falar sobre essa música por que tem um post especial falando sobre a música e sobre o clipe (aqui).

02. Cool For The Summer - Assim como Confident, eu não vou falar sobre essa música por que tem um post especial falando sobre a música e sobre o clipe (aqui). Posso dizer que agora eu até consigo escultar essa música, mas ta longe de ser uma das minhas favoritas.

03. Old Ways - A melodia me soou algo bem já da Demi, me lembrou alguma música dela, mas o engraçado é que eu não consigo reconhecer qual. Existe uma combinação bem gostosa do ritmo com a voz da Demi da vontade de ficar, escutando para sempre. A música fala sobre ela ter virado a página depois de tudo que ela passou, e que ela não vai voltar aos velhos e maus hábitos.

04. For You - É uma batida totalmente diferente, e bem calma que conforme a música vai tocando ela vai ganhando força e emoção, e nessa música a Demi não deixa de mostrar sua capacidade vocal. A música, basicamente, fala sobre aquela situação quando você ama muito uma pessoa, você faria tudo por ela, mas ela não te ama na mesma intensidade.

05. Stone Cold - A batida tem uma atmosfera bem tensa, isso pode parecer uma ironia, mas... fria. e quando vai chegando no refrão vai dando uma sensação de esperança, e isso se repete pela música inteira. A musica retrata um relacionamento que chegou ao fim e uma das partes já superou e está em outra, em quanto a outra metade está tentando superar e ser feliz pelo ex-parceiro mesmo que a felicidade seja com outra.

06. Kingdom Come (feat. Iggy Azalea) - Eu achei o ritmo estranho, eu não sei nem com o que comparar. Para falar a verdade eu não gostei muito dessa música, e essa foi uma das quais eu não entendi a letra.

07. Waitin’ For You (feat. Sirah) - Assim como Confident e Cool For The Summer, eu não vou falar sobre essa música por que tem um post especial falando sobre a música e sobre o clipe (aqui).

08. Wildfire - Uma batida mais densa, é como se toda a esperança do mundo tivesse sumido, um peso no coração. E essa é outra música que eu não entendi, e não gostei.

09. Lionheart - É uma música calma, mas nem por isso a Demi deixou de usar o poder da sua potência vocálica. Não é uma música enjoativa, um dia eu estava me arrumando e fiquei escutando apenas essa música e foi tranquilo e poderia fazer isso por muito mais tempo. A musica tem um grande significado para Demi, porque lembra o cãozinho dela que morreu, o Buddy, e a música representa a força e ferocidade que existia nele e existe em todos nós

10. Yes - Um música calma mas no refão ela se transforma e vira uma música poderosa.
A musica fala sobre se comprometer, dar sua vida para outra pessoa, é uma música perfeita para casamento

11. Father - É calma lembra algumas músicas da Hillsong, mas ainda sim tem a marca da Demi. A musica fala sobre a relação dela com o pai, ele queria poder ter uma família, mas por conta dos problemas dele, ele não conseguia. E, essa música me tocou por diversos motivos, principalmente por um bem pessoal, essa música me fez chorar.

12. Stars - Essa é outra que tem melodia muito estranha, não é o meu tipo de musica favorita, mas não é uma música que irrita meus ouvidos por eu não gostar. Essa foi outra música que não entendi.

13. Mr. Hughes - Tem uma batida meio de festinha, bem legalzinha, mas que enjoa depois de escutar algumas vezes seguida. A musica fala sobre um casal que chegou ao fim, o cara foi em bora, mas eu não consegui entender o refrão, porque o Mr. Hughes é um lutador profissional e não fez muito sentindo, então eu sei lá.

No geral é um álbum excelente, com algumas músicas mais ou menos, e eu ainda não sei se posso dizer isso, mas talvez com o tempo Confident, possa substituir Unbroken, como meu favorito da Demi.

Espero que tenham gostado de mais essa analise, e em breve quero ver se faço do EP da DNCE, Swaay e de Purpose, do Justin Bieber, então fiquei de olho aqui no blog, para não perder.
Agora quero saber vocês já ouviram? Concordam comigo? Deixem nos comentários que eu vou adorar saber. Até a próxima. Amo vocês!!
Beijinhos...

Meus Clipes Favoritos da: Ariana Grande

Oi pessoal!! Tudo bem?
Há mais ou menos uma semana a Ariana Grande lançou seu novo clipe, Focus, e eu adorei tanto o clipe quanto a música. Eu nunca tinha parado para escutar suas músicas, só a conhecia como atriz.
Então tirei um tempo para ver os clipes dela, e já consegui identificar quais são meus favoritos, e é sobre isso que vamos falar hoje, meus clipes favoritos da Ariana Grande.
Eu não coloquei em nenhuma ordem de preferencia, está por ordem de lançamento.

Ariana Grande - Baby I (06 de Setembro de 2013).
Começa com a Ariana em uma festa, depois com ela em um prédio na frente de um lindo por-do-sol, e logo em seguida a mesma andando e dançando na rua e tem outros cenários, fora o figurino da festa, eu adorei todos os outros.
A música fala sobre amar um pessoa e não saber como expressar esse sentimento, mas devo dizer que a música e meio enjoativa, depois de algumas vezes seguidas ela começa a cansar.

 
Ariana Grande - Right There ft. Big Sean (30 de Outubro de 2013).

Basicamente o clipe se passa em uma festa, mas o que me encantou nele foi o figurino, porque me lembra aquelas roupas de época, meio Romeu e Julieta. A letra fala que apesar do relacionamento parecer errado, um sempre estará lá para o outro.

 
Ariana Grande - Problem ft. Iggy Azalea 
(30 de Maio de 2014).
É clipe simples, mas de bom gosto, com muita coreografia, e com direito ao um cenário girando e que treme (esse me deixou um pouco tonta, mas tudo bem) . Talvez eu tenha entendido errado, mas parece que fala sobre um relacionamento que ambas as partes não se gostam, mas eles não conseguem terminar, eles ainda querem ficar um com o outro.

 
Ariana Grande - Santa Tell Me 
(12 de Dezembro de 2014).
É um clipe bem fofo, com os amigos e tem um clima de natal incrível e eu adorei a música é muito fofa, da vontade de ficar escutando o tempo todo, e com certeza ela vai esta na minha playlist de natal.

 
Ariana Grande - Focus 
(29 de Outubro de 2015).
É o meu clipe favorito dela, pelo menos, por enquanto, o clipe é meio futurístico e ele é inteiro em tons de lilás, prata e preto. Na minha interpretação, a música retrata a relação dela com a cerreira, algo como ela deve focar no lugar onde ela está, onde ela quer chegar e no que ela ama, e deixar os curiosos, e o que não a faz bem de lado.

 
Agora um extra, esse clipe/música foi especial para a trilha sonora do filme Cidade dos Ossos - Os Instrumentos Mortais, inspirado no livro com o mesmo nome, e já tem resenha aqui no blog, tanto do livro, quanto da saga, Os Instrumentos Mortais.
Ariana Grande - Almost Is Never Enough ft. Nathan Sykes (19 de Agosto de 2013).
O clipe é basicamente a Ari gravando no estúdio e depois encontrando o namorado e isso vai intercalando com cenas do filme. é música que fala sobre um casal que se gostam, mas não o suficiente, para enfim ficarem juntos de um vez.

Espero que tenham gostado do post de hoje, e agora quero saber a opinião de vocês o que acham dos clipes, das músicas, concordam comigo?? Bom... Até a próxima. Amo vocês!!
Beijinhos...

Resenha: Senhora de Dois Mundos (Viviane L. Ribeiro)

Titulo Original: Senhora de Dois Mundos.
Titulo: Senhora de Dois Mundos.
Autora: Viviane L. Ribeiro.
Paginas: 294.
Editora: Amazon.

Sinopse: Navon é um reino passivo que se acostumou a viver em paz. Agora ele está sendo ameaçado pelo mais terrível rei e seu exército, e seus soldados não são experientes e brutais o bastante. Estão recrutando jovens que estão com medo, soldados que não são soldados, e sabem que vão morrer.
A única pessoa indo prontamente para a guerra é Mabel, e ela é uma garota. Ela se alista no exército do rei pensando estar contribuindo em alguma coisa, e que encontra em seu caminho um jovem príncipe, um bando de caçadores de recompensa, alguns fora da lei e um improvável exército em ascensão.

Minha Opinião: Aqui estou eu, para mais uma resenha, mas essa é especial além de ser de uma autora nacional (mostrando que autores nacionais também tem talento), é uma autora com a qual eu fiz minha primeira parceria, com Coração Artificial, e vou adiantar que mais uma vez a Viviane me surpreendeu com seu talento.
O livro é em terceira pessoa, em grande parte do livro acompanhamos a protagonista, mas em alguns poucos momentos acompanhamos outras personagens.
A cada início de capítulo tem um pequeno trecho da obra "A Balada de Mulan" e depois de uma conversa com a Vivi, me deu muita vontade de assistir o filme Mulan, que por sinal eu nunca assisti.
Sobre o enredo: conforme vai rolando a história, ela vai se esclarecendo, mas também vai colocando várias interrogações em nossa cabeça.
E já que estou falando de interrogações, a autora nos dá vária pistas, nos fazendo criar muitas teorias  no final ela nos mostra como estávamos errados, para as respostas das nossas perguntas ela sempre escolhe a resposta menos obvia, o que é incrível, já que não é algo que vemos com muita facilidade nos livros por ai.
Uma dica que eu dou é não ir atrás de saber mais sobre a história além do que está na resenha, pois, uma das partes mais divertidas desse livro, é descobrir ao decorrer da leitura, mas acredito eu que uma das minhas partes favoritas é a momento em que explica o título, eu achei um momento lindo.
Eu fiquei em choque quando eu li o final. Eu tinha certeza do que ia acontecer e pensei por conta disso vai ser 4 estrelas, mas quando cheguei no final propriamente dito, me surpreendeu, mas fiquei triste por já não ter a sequência em mãos para ler.
Agora sobre as personagens: Eu só irei falar das minhas duas personagens favoritos que são a Mabel e o Navi, mas sem dar spoilers.
Mabel - Ela é Forte, é teimosa, determinada, muito ligada ao pai e longe dos padrões do reino e sentir uma forte ligação com ela, eu me identifiquei bastante.
Navi - Ele também é forte e determinado. E ele esconde seus sentimentos, principalmente para, proteger aquilo que acredita e ama e sempre tenta fazer o que é certo, e eu também me identifico com ele, mas não tanto quando a Mabel.

Quando você lê dois livros da mesma autora é impossível não comparar as obras e dessa vez não foi diferente, eu não consegui não comparar Coração Artificial com Senhora de Dois Mundos. Em ambos me emocionou, e nesse segundo livro eu consegui sentir um amadurecimento tanto nas descrições, quanto na escrita da Vivi.

Agora aqui está uma mini-entrevista que eu fiz com a Viviane, a autora:
01. Senhora de Dois Mundos, só está disponível da Amazon?
Sim, decidi tentar nesse formato. Acho que dá para atingir mais leitores e é mais acessível assim.

02. Como foi para você passar de uma história que se passava na atualidade para uma história medieval?
Até que a transição nem foi tão contrastante. Antes de escrever Coração Artificial eu tinha escrito um livro fantástico (de anjos - mas esse não foi publicado e nunca vai ser). Quando eu comecei a escrever o CA, eu até senti falta daqueles elementos que existem na fantasia, de que qualquer coisa pode acontecer e vai acontecer. Escrever drama foi ficar na linha. Agora escrever esse livro foi muito mais libertador e... mágico, sabe? Como eu disse, qualquer coisa pode acontecer.

03. Quando será lançado o próximo livro?
No final do ano que vem, ou no começo de 2017.

04. Será um duologia, trilogia ou uma serie? Ou você ainda não decidiu.
Acredito que a história que eu quero contar caiba numa trilogia. Passar disso não vai.

Espero que tenham gostado da resenha de hoje, e me digam o que acharam da resenha e se querem ler. Até a próxima. Amo vocês!!
Beijinhos...

Os Malefícios de ser uma Booktuber

Oi pessoal!! Tudo bem?
Há algum tempo, a Tati do Cabine Literária postou um vídeo falando dos malefícios de ser booktuber, e não estou falando de criticas sem fundamento e xingamentos, e esse vídeo me lembrou do motivo que o Just Me: Jenny nasceu, e é sobre isso que quero falar com vocês hoje.
Aqui esta o vídeo da Tati para quem não viu, acho que o post fara mais sentido se assistirem.


Antes de iniciar o JMJ eu tinha um blog de fics, como alguns de vocês já devem saber, mas na maioria das vezes as pessoas vinham falar comigo somente sobre historias, fics, mas eu queria falar sobre mais coisas que "apenas" historias, apesar de amar escrever e falar sobre, mas eu queria muio mais do que isto... Então criei o este blog, o Just Me: Jenny.

Quem conheceu este blog, logo no inicio sabe que ele atualmente está diferente do que ele era lá no inicio. Com o JMJ eu posso falar sobre o que quiser, musica, filme, serie, livro, moda, maquiagem, pensamentos/sentimentos, tudo o que sinto que sou eu. Eu não sei exatamente, mas quando assisti esse vídeo eu senti que precisava compartilhar isso com vocês, ainda mais que em breve o JMJ vai passar por algumas mudanças.

No começo eu queria escrever apenas textos refletivos e de desabafos, e sobre novidades sobre celebridades, e com forme foi passando o tempo eu não queria falar apenas sobre esses assuntos, tanto que tinha mês que eu postava um monte, e tinha mês que eu não postava praticamente nada, e assim foram entrando os outros temas aqui no blog, livros, música, moda, maquiagem, depois filmes e series ganharam espaço aqui também.

A cada dia que passa eu tenho ideias para novos temas, e eles vão aparecer aqui no blog em, uma dessas novidades vai aparecer, eu acredito que, em duas semanas.
Essas novidades não é apenas para o blog, elas se estende para o YouTube e para as redes sociais.
Espero que vocês me acompanhe nesses novos passos meus e do Just Me: Jenny.
Aconselho que vocês fiquem de olho aqui no blog, nas redes sociais, porque sempre vou estar compartilhando as coisas, e dando pistas do que está acontecendo.


Vejo vocês semana que vem!!
Beijinhos...

Lançamentos do Justin Bieber

Oi, pessoal!! Tudo bem??
Um pouco mais de uma semana para o lançamento de Purpose, do Justin Bieber, ele resolveu fazer alguns lançamentos, e eu quero falar sobre esses lançamentos com vocês.
O primeiro lançamento foi o single promocional, Sorry, com o vídeo com a coreografia, e uma semana depois o lyric da mesma, e segunda agora ele lançou o novo single promocional I'll Show You, então vamos entrar em detalhes.

Sorry
Começando a falar sobre a música, tem uma batida legal, e apesar de estar se referindo ao um pedido de desculpas, tanto para fãs, mídia, quanto para Sel, tem um ritmo de festa, que dá realmente para dançar.
Agora falando sobre o vídeo com a coreografia, eu gostei da coreografia apesar de achar ela bem maluca e engraçada e até combina com a música, mas algo que eu não gostei foi dos figurinos, eu não consigo descrever o que achei deles.

Já sobre o lyric, eu estou apaixonada, toda hora eu fico assistindo esse vídeo, ele é tão simples, mas ao mesmo tempo de extrema qualidade e criatividade.

I'll Show You
Começando a falar sobre a música, tem uma melodia diferente das músicas que eu conheço do Bieber, ao mesmo tempo que parece triste e densa, e o pré-refrão é deixa a música animada. Essa música passa sinceridade, basicamente, a música fala essa fase difícil pela qual o Justin passou, fala que a vida dele é m filme e todos estão assistindo, e todos acham que ele tem que ser perfeito, mas ele não é afinal ele é um ser humano, ele também sofre.
Sobre o vídeo, eu não sei descrever, mas ele está em um lugar muito bonito, um lugar lindo para gravar, tirar fotos ou simplesmente sentar e passar um tempo longe de tudo. E esse final? Eu adorei a divisão de uma paisagem verde para aquela paisagem da geleira. Só não entendi qual é a da primeira roupa que ele está usando.

Espero que tenham gostado de post de hoje, eu prometo fazer uma analise de Purpose depois que lançar. Agora eu quero saber a opinião de vocês em relação a esses lançamentos. Então... até a próxima. Amo vocês!!
Beijinhos...

Leituras do Mês: Outubro de 2015

Oi pessoal!! Tudo bem??
Como eu sempre digo nesse post, como tradição do blog o primeiro post/vídeo do mês é o Leituras do Mês, mas vou confessar que quase que eu acabei quebrando essa tradição do blog, mas eu consegui mante-lá.
Antes de por o vídeo eu queria pedir desculpas, eu tava desanimada e tava tentando me animar, eu não estava muito bem no dia da gravação, mas era isso ou estragar todo o planejamento do blog, e o que está escrito no lado da minha mão é Purpose, e não, não é uma tatuagem.  Agora especialmente para vocês, o vídeo de leituras do mês:

Como prometido aqui no vídeo aqui está a resenha de: O Futuro de Nós Dois. E em breve sai as resenhas dos outros livros.
Pessoal, se inscrevam no canal, Jenny Souza, pois, em breve o blog terá conteúdo inédito.

Espero que tenham gostado, e como foram as leituras do mês de vocês? Vamos conversar um pouco sobre livros. Até a próxima. Amo vocês!!
Beijinhos...
google7daadd2f4ae3ab26.html