Sem Título

                Oi pessoal! Tudo bem??
                Quem me acompanha nas redes sociais, apesar de estar um pouco ativa no Twitter (aqui) eu ainda estou meia sumida e, hoje vou explicar o porque.
Minha vida está de pernas pro ar, mas não de uma forma ruim e nem de uma forma boa.
                Minha mãe começou a namorar, eu odeio a minha classe, odeio meu colégio, estou me irritando muito fácil com algumas coisas com muita facilidade, por exemplo, minha família, alguns momentos idiotas, estou me sentindo confusa com meus sentimentos em relações a algumas pessoas, a algumas coisas.
                E quando estou passando por momentos assim, prefiro me afastar para não passar uma energia negativa para ninguém, e é por isso que estou um pouco afastada das redes sociais.
Não... Não isso não é um adeus, nem mesmo um até logo é um agradecimento.
                Vou explicar, a muito tempo está difícil viver minha vida e o que tem me motivado é a música, o Just Me: Jenny e vocês.

       *Adoro ler os comentários de vocês, isso me deixa tão feliz, me deixam tão animada, mudam meu dia.
       *Procurar assuntos, escrever posts, gravar vídeos e até mesmo editar vídeos (que por sinal não é uma das coisas mais legais do mundo) me deixam feliz, pois, posso dividir minha opinião sobre assuntos que eu gosto e podemos nos divertir todos juntos e conhecer novas coisas.
       *E minha relação com a música é.algo indescritível. É algo que é tão grande, tão incrível, ao mesmo que é muito pessoal, é conhecida por todos. Amo tanto musicas que dizem exatamente o que sinto, e por conta disso que comecei a compor e a escrever.

                Resumindo tudo queria agradecer a vocês por me motivarem a continuar. Desculpe por hoje não ser um post com conteúdo, mas precisava desabafar, espero que entendam. Amo vocês!! Até a próxima.
                Beijinhos...

Resenha: A Herdeira (Kiera Cass)

Título Original: The Heir.
Título no Brasil: A Herdeira.
Autor: Kiera Kas.
Página: 390.
Editora: Seguinte.

Não leia essa resenha se você não leu os três primeiros livros da série "A Seleção", ou se você liga para spoilers, pois, terá alguns spoilers dos primeiros três livros, mas não se preocupem não terá spoilers desse livro.
Sinopse: Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.
              Minha Opinião: Começando pela narrativa, ela é em primeira pessoa, no caso, a gente acompanha tudo pelo olhos da Eadlyn, e eu não gostei disso e vou explicar melhor quando for falar dela, mas acho que esse livro ficaria melhor em terceira pessoa e já explico o porque.
              Quero falar um pouco do enredo de uma forma mais geral, antes de entrar em alguns detalhes significativos para mim.
              O começo é bem chato, sinceramente dá até vontade de desistir, no meio era bem 8 ou 80, ou estava muito bom, ou estava ruim. Já o final, eu não gostei, foi um perfeito balde de água fria, acontece algo no final que eu já sabia que ia acontecer (acabei recebendo um spoiler de uma amiga), achei muito apelativo para convencer os fãs ler o próximo livro.
              Agora entrando em alguns detalhes, primeiro porque eu acho que deveria ser em terceira pessoa, nos três primeiros livros pudemos acompanhar como estava sendo "A Seleção", podíamos ver as brigas e as brincadeiras internas das selecionadas, já nessa só conhecemos os competidores pelo o que a Eadlyn quer saber deles. Outra coisa que me incomodou foram que alguns fatos foram muitos corridos e podiam ser mais bem explorados.
              Agora falando sobre os personagens começando pela Eadlyn, no começo ela é muito chata, metida, se acha melhor que todos, mas com o passar do tempo podemos sentir uma diferença nela. Agora sobre o irmão gemio dela, o Ahren, ele e um selecionado (que eu não vou nomeá-lo se não vai ser spoiler, mas já adianto que acho que é com ele que eu quero que Eadlyn fique) são meus personagens favoritos, e parecem ser os mais legais.
              Uma coisa que me incomodou nos personagens, foi a America, ela está parecendo mais a mãe do Maxon, a rainha Abby, do que a America que amamos. Sobre os selecionados, já tenho uns queridinhos, já tenho O meu favorito, já tenho algumas suposições.
              Eu acredito que a Kiera Cass quis passar alguma mensagem feminista, mas ela acabou falhando e em alguns momentos eu achei até meio machista.
              Foi isso que eu achei de A Herdeira, não estou ansiosa para ler o próximo (ainda sem nome e sem data de lançamento, mas vai ter lançamento de um novo livro de Contos da Seleção: Felizes para Sempre, que tem lançamento previsto para Outubro de 2015), mas quero ver a capa logo.

              Espero que tenham gostado da resenha me desculpa pelo tamanho, mas acredito que falei tudo que precisava falar, e tudo o que vocês podem saber antes de ler. Quem já leu concorda comigo? E quem quer ler? Deixem nos comentários que vou adorar saber. Até a próxima. Amo vocês!!
              Beijinhos...

Resenha: O Cavalo e seu Menino & O Príncipe Caspian

                Oi pessoal! Tudo bem??
                Aqui estamos nós para mais um vídeo de duas resenhas de Nárina.
                Dessa vez vou resenhar o terceiro e o quarto livro, que são: "O Cavalo e Seu Menino" e "O Príncipe Caspian" e devo adiantar que esses livros não fizeram o meu coração bater mais rápido, mas um até que é legal.
                E eu sei que meus comentários sobre os livros são bem rápido, mas é que em média são apenas 100 páginas, e qualquer coisa que eu fale a mais vai ser spoiler, e não quero estragar a história para vocês. Agora, sem mais enrolação, o vídeo:

                 Espero que tenham gostado, e quero saber o que vocês acharam, e se vocês leram ou querem ler as Crônicas de Nárnia, em breve trago mais duas resenhas de Nárnia! Até a próxima! Amo vocês!!
                 Beijinhos...

Lançamento do Clipe: Same Old Love da Selena Gomez

                Oi pessoal! Tudo bem??
                Ontem a noite (22) a Selena lançou o clipe do segundo single do  seu novo álbum Revival, Same Old Love, e é obvio que eu não perderia a oportunidade de escrever um post sobre.

                Vou começar a falar sobre a parte técnica, da qual eu não tenho muito o que dizer, depois vou falar do clipe em si.

                A fotografia tem muita qualidade, ate parece qualidade de filme em Full HD, e o cenários, apesar de simples são lindos, basicamente são perfeitos.
                Agora sobre o clipe em si, no clipe a Selena está mais diva do que o normal, parece até uma boneca com uma maquiagem ao mesmo tempo simples, é bafônica e bem clean, o cabelo dela ta lindo, liso com uma leve ondulação, e com um vestido preto curto com um cardigã bege, infelizmente eu não consegui prestar atenção em outros detalhes, por exemplo, acessórios e sapatos.
                No vídeo a Sel está em um carro a caminho de um show (que por sinal é verdadeiro, o show aconteceu dia 16 desse mês, especialmente para os fãs).
                Durante o percurso ela vai observando o que vai acontecendo ao seu redor, casais. Casais que estão naquela fase de que ainda não acabou, mas você sabe que acabou, são amores antigos que estão "vencidos", que estão acabados, mas ainda estão juntos muitas vezes por medo de viver algo novo, que é algo que vemos e vivemos na nossa vida.
                É um clipe simples, lindo e legal, combinou super com a música, assim que terminei de assistir eu fiquei sem folego, me deu vontade de chorar, ele realmente mexeu com o meu emocional, e já virou meu favorito.
                Aqui está o clipe no SelenaGomezVEVO:
                  Espero que tenham gostado do post de hoje, e quero saber a opinião de vocês sobre esse clipe. Por hoje é só, até a próxima. Amo vocês!!
                Beijinhos...

Playlist: Austin Mahone

                Oi pessoal! Tudo bem??
                Vocês sabem que eu amo compartilhar minhas músicas favoritas com vocês, e hoje vou compartilhar minhas músicas favoritas do Austin Mahone.
                Eu resolvi colocar as minhas músicas favoritas dele, alem das gravadas em estúdio, também as covers que ele fazia em seu quarto antes de ficar famoso. Ah e não está em nenhuma ordem especifica.
                Agora sem mais delongas, a playlist do Austin:
                Espero que tenham gostado da Playlist e quero saber se vocês gostaram ou se acham que está faltando alguma música, deixem nos comentários que vou adorar saber. Até a segunda. Amo vocês!!
                Beijinhos...

Top 05: Minhas Séries Favoritas

                 Oi pessoal! Tudo bem?
                 Todos que acompanham o Just Me: Jenny sabem que eu amo séries, e hoje venho aqui compartilhar com vocês o meu top: 05 séries favoritas.
                 E mais uma vez, eu queria pedir desculpa pelo áudio, por algum motivo o meu celular não gravou o áudio e o vídeo teve que ficar com o áudio da câmera mesmo, mas prometo resolver isso o mais breve possível, acredito que esse seja o último vídeo com problema.
                 Agora sem mais delongas o vídeo:

                 Como prometido aqui está o link do post sobre o Banco de Séries.
                 Espero que que tenham gostado, e quero saber agora quais são as series favoritas de vocês e se vocês tem alguma série de bruxas para indicar pode deixar nos comentários que eu vou ficar muito feliz. Até a próxima. Amo vocês!!
                 Beijinhos...

Conheça a banda DNCE

                Oi pessoal! Tudo bem??
                Em primeiro de novembro de 2013, eu fiz um post sobre um top 05 dos Jonas Brothers, e falei sobre o final da banda (aqui), mas hoje eu veio falar sobre a DNCE, a nova banda do Joe Jonas.

                Na última quinta-feira (10) o próprio Joe apresentou sua nova banda Instagram, a DNCEJinjoo também explicou o motivo do nome da banda: "Quer dizer que teríamos que ser perfeito se fosse DANCE. Então nos nomeamos DNCE".
                No início, somente o Joe (vocalista), a Jin Joo Lee (guitarrista) e o Jack (ex-baterista dos Jonas Brothers) faziam parte da banda, pois o Cole (baixista e tecladista) só entrou depois, formando a mais nova banda DNCE.

                E agora nessa segunda (14), a DNCE, lançou seu primeiro single: Cake By The Ocean, o clipe da canção foi gravado há alguns dias em Los Angeles mas ainda não ganhou data de lançamento, a música é bem legal, emocionante e dançante, é uma cação pop com algumas batidas eletrônicas, é um som totalmente diferente dos Jonas Brothers.
                Eu estou feliz com essa música por dois motivos, primeiro por ser uma nova música do Joe, e todos sabem que eu sou apaixonada por ele, e fico feliz que a nova música não pareça com a JB, pois não é a Jonas Brothers, mas vou sentir falta dos irmão juntos, mas o que importa é eles estarem feliz e nos com músicas de qualidade.
                Caso, você não tenha escutado essa música maravilhosa, aqui está:
                Normalmente, eu esperaria até o lançamento do clipe para fazer o post, mas não aguentei esperar, estava doida para apresentar a DNCE para quem ainda não a conhece.

Redes sociais da DNCE:
Instagram: @dnce
Twitter: @DNCE
Facebook: DNCE
Snapchat: DNCEmusic

Redes sociais da DNCE Brasil:
Twitter: @dnce_brasil 
Facebook: DNCE Brasil

                Espero que tenham gostado, e quero saber a opinião de vocês sobre a música, e sobre essa nova banda. Por hoje é só... Até a próxima. Amo vocês!!
                Beijinhos...

Resenha: Picta Mundi (Gleice Couto)

Título Original: Picta Mundi.
Título: Picta Mundi.
Autora: Gleice Couto.
Páginas: 284.

Editora: Independente.
"Já pensou se existisse um universo paralelo dentro de quadros, repleto de segredos, perigos e aventuras? Você o enfrentaria por quem ama? Letícia, sim."
Sinopse: A vida da jovem Letícia virou de cabeça pra baixo após a morte de Raul, seu pai. Mas as coisas começam a mudar quando descobre que o desaparecimento de Felipe, o aluno mais promissor do colégio, e a morte de Raul poderiam estar interligados. Agora, somente Letícia pode ajudá-los. Para isso, terá que entrar em Picta Mundi e, a tarefa não será nada fácil. Em meio a várias aventuras em quadros que retratam momentos da história do Brasil, como os bailes de máscara do início do século XX ou uma aldeia de índios tupinambás no século XVI.

                Minha Opinião: Antes de começar a resenha propriamente dita, quero adiantar que estou apaixonada por esse livro, ele virou meu favorito do ano, superando No Mundo da Luna.
                Sobre a narrativa da Gleice ela é muito gostosa e rápida, o livro é em terceira pessoa, e tem uma dupla narrativa, em uma acompanhamos a Letícia e na outra temos o vilão o Donato, mas nos conseguimos diferenciar quem é quem. Os capítulos são curtos o que nos dá cada vez mais vontade de continuar lendo e você só quer soltar o livro, quando ele chega ao fim.
                Agora falando sobre os personagens, que é algo que não quero entrar em muitos detalhes, para que quem for ler esse livro se divirta os conhecendo. Eu só vou falar sobre a protagonista e sobre o antagonista.
                A protagonista, a  Letícia, é esquentadinha, irônica, teimosa e guerreira, e é uma personagem forte, logo de inicio já senti que ela era uma personagem forte e já me conectei com ela, já consigo perceber que somos muito parecidas e acredito que isso foi um dos principais motivos que eu gostei desse livro. Já o antagonista, o Donato, eu não ou entrar em muitos detalhes sobre ele, mas quero falar que ele entrou para minha lista de vilões favoritos, uma coisa que eu achei legal foi que a Gleice nos mostrou algo que normalmente não vemos, primeiramente como já disse o ponto de vista do vilão e também que ninguém nasce como vilão nem mal, com o tempo e por algum motivo ele virá mal.
                Sobre o enredo temos um grande misto do nosso tempo, com histórias do Brasil, e é nesse ponto que eu quero focar, dá para ver claramente que a Gleice fez uma longa pesquisa para esse livro, pois ela descrevia os acontecimentos com muitos detalhes e até em questão de linguagem ela deu atenção, parecia realmente que estava dentro do livro naquele determinado momento da história, parecia até uma aula de história, mas sem aquela parte chata.
                A história é cheia de aventuras, e cheia de altos e baixos no emocional da protagonista, mas para mim só teve um momento que eu achei um pouco chatinho, pois o resto, estava perfeito, eu não queria soltar o livro, e não foi esse pequeno momento que conseguiu estragar a minha experiência, que foi maravilhosa, lendo Picta Mundi.
                Sobre o final, eu amei esse final, foi demais, e sem duvidas entrou para os meus finais favoritos.
                Agora falando da parte gráfica, por ser uma livro de publicação independente já podemos imaginar uma qualidade ruim, mas pelo contrário, a qualidade desse livro é de um livro publicado por uma editora de tão bem feito, ele tem até ilustrações, logo no inicio do livro e a cada inicio de capítulo temos uma pena, que tem haver com a história. E a capa é simplesmente maravilhosa, uma das mais bonitas da minha estante.
                Mal dá para acreditar que esse é o primeiro livro da Gleice de tão bem escrito que é ela consegue nos transportar para os lugares junto com seus personagens, e ela nos deixa conectar com eles e, por isso, e por diversos outros motivos Picta Mundi recebeu cinco estrelas e virou meu favorito e sinceramente, adoraria ver um filme desse livro, acredito que seria perfeito.

                Então é isso, espero que tenham gostado dessa resenha, e agora quero saber de vocês, vocês já leram? Se sim, o que acharam? Se não, estão afim de ler? Espero saber a opinião de vocês. Até a próxima. Amo vocês!!
                Beijinhos...

Dica: Filmes em Inglês

                Oi pessoal! Tudo bem??
                O post de hoje é dois em um, hoje vou dar dicas de filmes e ao mesmo tempo dicas de inglês.
                Acredito que todos aqui sabem que eu amo filmes e que eu estudo inglês por conta própria em casa, e conheço um truque que ajunta essas duas coisas, eu assisto filmes e series em inglês para treinar meu listening e tem me ajudado e muito.
                Então resolvi dividir com vocês alguns dos meus filmes favoritos que assisti em inglês, e a maioria é muito fácil de entender, mesmo sem legenda, e não dessa vez não vou falar de Frozen.

                01. Descendants - Descendentes.
                Esse filme tem sido meu filme queridinho desde o lançamento, e quando eu achei esse filme em inglês foi que eu tive a ideia para este post.
                Ele é muito fácil de entender mesmo sem legenda, e acredito que todos os tipos de de pessoas podem gostar desse filme, não vou falar muito sobre o filme em si, pois, já fiz um post especial apenas para esse filme aqui no blog.

                02. Expelled - Confusão e Expulsões.
                Esse filme é incrível e ele está brigando com Descendants/Descendentes pelo lugar do meu filme favorito.
                Outro filme que a linguagem fácil então acredito que até mesmo quem entende o minimo de inglês que seja, consegue entender bem esse filme e sem que vai dar muitas gargalhadas. E para saber de mais detalhes sobre o que eu acho desse filme, também tem post aqui no blog.

                03. One Chance - Apenas uma Chance.
                One Chance é um filme difícil, ele tem uma história difícil, apesar de ser um filme incrível. ele tem um inglês um pouco mais difícil, principalmente, por conta do sotaque britânico dos atores.

                04. Getaway - Resgate em Alta Velocidade.
                Eu adoro esse filme, por um bom tempo foi meu favorito. Resolvi indicar ele pra vocês pelo simples fato de que ele quase não tem falas, e as poucas a maioria é fácil de entender, ele é mais de ação e é muito mais corrido.

                05. Gimme Shelter - Em Busca de Um Lar
                Esse filme tem um inglês pouco mais complicado,pois aborda diversos tipos de assuntos e tem ainda tem uma carga emocional muito forte, e é lindo e inspirador, e eu indico a todos assistirem, independentemente do idioma.

                Espero que vocês tenham gostado e se sim posso fazer uma parte dois desse post, e até mesmo um versão alternativa de filmes de animação em inglês, e se vocês quiserem me indicar filmes em inglês, fiquem a vontade que vou adorar conhecer. Até a próxima. Amo vocês!!
                Beijinhos...

Vamos conversar sobre: Adaptações

                Oi pessoal! Tudo bem??
                Hoje eu queria conversar com vocês que atormenta bastante os leitores, que são:
Adaptações.
                No começo eu ficava muito brava quando eu lia um livro gostava e na hora de ver a adaptação eu me decepcionava, por terem mudado um misera cena que fosse, então imagina o que eu sentia quando mudavam praticamente tudo {Percy Jackson, oi?}.
                Mas com o passar do tempo, conforme fui lendo livros e assistindo seus filmes, diversas e diversas vezes, fiquei refletindo isso por muito tempo, até que cheguei em uma resposta e vocês vão ate reparar que os últimos Livro vs. Filme tem sido assim.

                Eu decidi que toda vez que eu for assisti alguma adaptação, vou fazer de tudo para esquecer de adaptação, e vou pensar no filme, apenas como um filme, uma obra cinematográfica, ou se for uma serie, vou assistir como se fosse apenas uma serie, e depois que já tiver uma decisão sobre a minha opinião sobre a obra ai sim vou fazer uma comparação entre o livro e o filme ou a serie.
                E acho que vocês podem perceber isso nos últimos Livros vs. Filme eu comecei a falar mais sobre a obra, com mais detalhes na fotografia, trilha sonora, figurino, atuação e depois faço uma comparação rápida, sem entrar em muios detalhes, afinal não quero dar spoilers para vocês.

                Se eu senti alguma diferença com essa técnica? Sim, pois, agora estou aproveitando mais o que estou lendo e vendo, e faz sentindo, afinal, tem uma grande diferencia na forma que um livro e um filme ou uma serie abordam a história, são formas distintas de nos contar uma história.

                Bom... é isso o que  queria conversar com vocês. Espero que tenham gostado, me digam o que vocês acharam do post, e quero saber a opinião de vocês sobre o assunto. Até a próxima. Amo vocês!!
                Beijinhos...

Meus Clipes Favoritos do Justin Bieber

                Oi pessoal! Tudo bem??
                Aqui estamos nós para mais um post com meus clipes favoritos, mas dessa vez não é um dos meus cantores favoritos, que é o Justin Bieber.
                Eu lembro que cheguei a comentar com vocês no Sweet Sixteen, que eu estava começando a gostar das músicas do Justin, o que foi bem engraçado, um dia eu estava mexendo no computador e pensei "Justin" e a partir dai comecei a escutar e gostar de algumas músicas.
                Eu não sou nenhuma belieber, (e não tenho nada contra quem é), e tem algumas atitudes dele que eu não gosto, mas não posso dizer que ele não tem talento, tem algumas músicas dele que são muito boas, tem letra, batida e sentimento. Sem mais enrolação, vamos lá para o meu top 05, clipes favoritos do Justin:

        05º Lugar: Justin Bieber - Beauty And A Beat ft. Nicki Minaj.
                Esse não foi um dos melhores do Bieber, não gosto muito da música, mas o clipe é bem divertido, e entrou nos meus favoritos, mais por consideração, afinal, foi ele que escreveu e produziu a música, e ele foi o diretor do clipe, então o quinto lugar vai para o esforço dele.


        04º Lugar: Justin Bieber - Mistletoe.
                Eu acho esse clipe tão bobinho, tão simples, tão fofo, que eu chego a amar, e é de música de Natal, então sem palavras.


        03º Lugar: Justin Bieber - As Long As You Love Me ft. Big Sean.
                Eu adoro as locações, os cenários são incríveis e combinam muito com o clipe.  E uma coisa que eu adorei mesmo foi que equilibraram bastante em que cenas seria de filminho e em que cenas seriam de danças, e achei que tudo combinou bastante com a música.


        02º Lugar: Justin Bieber - Boyfriend
                Esse foi meu clipe favorito por muito tempo, pelo menos, até o primeiro lançar.
                Acho esse clipe bem simples, mas ao mesmo tempo muito estiloso, e acredito que se ele fosse na vida real a garota iria adorar que ele fosse o Boyfriend dela.
                Adoro que esse clipe não tenha aquela coisa de filminho, apesar de adorar, ter momentos dele flertando com ela, em outros tocando violão e em outros dançando.


        01º Lugar: Justin Bieber - What Do You Mean?
                Enquanto escrevia esse post reparei que que What Do You Mean? poderia muito bem ser uma parte dois de As Long As You love Me.
                Eu não vou falar muito, pois, semana passada eu já fiz um post falando sobre esse clipe quando ele lançou, então se quiserem saber minha opinião está aqui, mas posso dizer que ainda não entendi a parte de que em um momento parece que ele quer fugir de algo e depois estão em uma festa.

                Espero que tenham gostado do post de hoje, e se quiserem que eu faço mais clipes favoritos de algum artista deixem nos comentários que prometo fazer o mais rápido possível. Até a próxima. Amo vocês!!
                Beijinhos...

Review: Taylor Swift - Wonderstruck Enchanted

                Oi pessoal! Tudo bem??
                Hoje vou falar sobre um assunto que eu acredito que nunca dediquei um post inteiro aqui no blog, que é perfume.
                Minha história com perfumes é um tanto que complicada, desde pequena tenho um problema sério com perfumes por conta da minha renite, na verdade, não é apenas com o perfume, qualquer tipo de cheiro forte ataca minha renite, então quando eu acho um perfume que gosto e não me deixa doente é uma maravilha.
                E foi exatamente isso que aconteceu com Wonderstruck Enchanted da Taylor Swift, primeiro vou falar da embalagem e depois minha opinião e depois vou colocar aquela parte mais técnica que eu peguei no livro: Taylor Swift: Linda, Romântica, do qual eu já fiz resenha aqui no blog.

                Sobre a embalagem eu vou falar primeiro da caixa e depois do perfume. Sobre a caixa a Jequiti manteve a mesma caixa que a comercializada lá fora, A caixa é toda em tons de vermelho e dorado é toda florida e com detalhes que lembram ao relacionado a realeza, e na tapa da caixa tem algo que é simplesmente a marca registrada da Taylor que é um 13. E algo que não é de decoração, mas sim de proteção que eu nunca vi em nenhum perfume que eu adquiri ou qualquer pessoa que eu conheça pessoalmente adquiriu foi que dentro da caixa, tem uma caixa branca de papel mais resistente que é realmente para proteger o perfume.
                O vidro é simplesmente perfeito, e vou confessar que primeiramente eu só quis por conta disso e depois que já tinha decido comprar que senti o cheiro, mas não me arrependi nem um pouco de querer comprar pela embalagem.
                O vidro é vermelho, mas quando a luz bate nele, bem a onde bate a luz aparece brilhos em tons de prata, azul, turquesa, verde, roxo e dourado até chegar no vermelho do vidro,  e acaba formando um lindo degrade e lembra um arco-iris, na frente tem o nome do perfume e a tampa e toda texturizada.
                E ainda que tem quatro pingente, um pássaro, um cristão, uma pena e uma flor, todos escolhidos pela própria Taylor, e com o auxilio de uma alicate te dá para tirar e usar como pingente de pulseiras e de colares.

                Esse perfume é bem doce, mas não chega ser um doce enjoativo, ele também é um perfume marcante assim que você chegar no lugar todos vão saber que você é a dona desse perfume e sempre vão lembrar de você por esse cheiro. O cheiro mais marcante para mim é a baunilha, e eu sou completamente apaixonada por baunilha, e ele tem outros cheiros doces frutais e ele é sem duvidas o meu perfume favorito.
                Agora como prometido a parte mais técnica, da qual eu não entendo nada: ele abre com notas de frutos silvestres, papoula-de-rosas e maracujá. Notas de coração incluem flores, pétalas de peônia, glacê de açúcar, champaca e freesia branca. Na base almíscar branco, baunilha e casimira.

                Espero que tenham gostado do post de hoje e se vocês gostarem eu posso fazer de mais alguns perfumes que eu tenho, e quero saber também se vocês já  usaram esse perfume e qual é o perfume favorito de vocês. Então... Até segunda. Amo vocês!!
                Beijinhos...

Leituras do Mês: Agosto de 2015

                Oi pessoal! Tudo bem?
                Como já é costume aqui no blog o primeiro post do mês é o Leitura do Mês anterior, mas assim como o mês passado e pretendo que continue assim, o Leituras do Mês é em vídeo.
                Eu nunca sei mais o que falar quando o post é acompanhado com o vídeo, mas vou aprender com o tempo, então sem mais delongas:
                E como prometido aqui está a resenha de A Playlist de Hayden, e em breve vai sai a resenha de Picta Mundi, e aqui está o canal da Gleice o UltraViolet.

                Espero que tenham gostado, e quero saber como foram as leituras do mês de vocês, vamos conversar sobre livros. Ah... E aquele projeto de no minimo três vídeos por mês continua, e espero que ele dê certo assim como o do mês passado. Então até a próxima. Amo vocês!!
                Beijinhos...
google7daadd2f4ae3ab26.html