Dica: Filmes que vou Assistir no Feriado

             Oi pessoal! Tudo bem?
             Mais um feriado está chegando, e quando o feriado chega eu fico meia nostálgica, gosto de assistir filmes que já assisti faz muito tempo, filmes da minha infância, ou que me trazem uma lembrança boa, e como sempre faço lista de filmes para assisti no feriado,e dessa vez resolvi compartilhar com vocês o que quero assistir nesse primeiro de maio, para caso vocês sejam como eu podem tirar alguma ideia.

             01. Percy Jackson e o Ladrão de Raios.
             Apesar de não ter sido uma adaptação fiel do livro, sempre que vejo esse filme lembro de quando estava lendo os livros da saga, e isso me deixa tão feliz, porque eu comecei a pegar gosto pela leitura com Percy Jackson, sendo sincera, acredito que se não fosse isso tem uma grande chance desse blog nunca ter nascido, ou então de não estar no ar até hoje.

             02. Frozen
             Frozen sempre vai ser um filme queridinho para mim, por diversos motivos, foi meu filme favorito do ano passado, tem a Demi Lovato na trilha sonora, mas o principal motivo desse filme ser um filme que me traz boas lembranças é que foi o primeiro filme que eu assisti totalmente em inglês e entendi bem, e até hoje, depois de um ano e alguns meses ainda não assisti o filme em português, e sendo sincera prefiro não assistir.
             E o curta-metragem de Frozen, Frozen Fever (Frozen: Febre Congelante), eu também assisti em inglês e ta bem fácil de entender, se vocês quiserem posso fazer um post sobre filmes em inglês fáceis de entender para quem está no nível básico.

             03. Monte Carlo.
             É um dos meu filmes favoritos a muito tempo, por diversos motivos, trilha sonora, elenco, fotografia, locações e enredo, mas o principal motivo é que a Grace, a personagem da Selena Gomez, ela é uma garota comum que está se formando no ensino médio, e ainda não sabe o que exatamente ela quer, mas ela sabe que quer ser especial, que quer fazer a diferença nesse mundo, eu me identifico muito com ela.
             E foi ela que me apresentou uma das minhas citações favoritas, que sempre que posso eu cito ela e com certeza já devo ter citando ela alguma vez aqui no blog que é: "Você deve ser a mudança que quer ver no mundo", de Gandhi.

             04. One Chance.
             Esse filme fala conta a história do Paul Potts, o vendedor do Britain's Got Talentque surpreendeu o Reino Unido ao interpretar impecavelmente uma ária de ópera. É um história incrível de superação. E detalhe a musica dos créditos finais é de ninguém mais, ninguém menos que Taylor Swift
             Se vocês quiserem saber mais sobre esse filme eu já fiz um post rapidinho sobre este filme está aqui.

             05. Cinderela 3.
             Cinderela é uma das minhas princesas favoritas, mas o meu filme favorito da Cinderela é o terceiro, pra mim é muito mais divertido, e se perguntar sobre qualquer musica dos dois primeiros, eu não vou saber, mas se perguntar do terceiro eu vou saber a música inteira.

             06. Pequena Sereia 2.
             A Ariel não é uma das favoritas, mas eu amo o segundo filme, começa com a Ariel apresentando a filha para o povo do mar, e depois de dar errado vamos para o aniversário de doze anos da Melody, a filha da Ariel com o príncipe Eric. Eu não vou falar mais nada sobre o filme para não spoiler e esse é outro filme que eu sei todas as músicas de cor.

             07. Princesa e a Plebeia.
             Eu estava cantando as músicas desse filme esses dias e fiquei revoltada porque eu não lembrava o final de duas músicas, então eu tive que colocar na minha lista para esse feriado.
             Acredito que não preciso falar sobre a história desse não é mesmo?

             Espero que vocês tenham gostado do post, e das minhas escolhas para esse feriado/final de semana, e me digam o que vocês vão fazer nesse feriado/final de semana, também vão fazer uma maratona de filmes? Por hoje é só... Até a próxima, amo vocês.
             Beijinhos...

Resenha: A garota que tinha medo (Breno Melo) + Entrevista com o autor

Titulo Original: A garota que tinha medo.
Titulo: 
A garota que tinha medo.
Autor (a): Breno Melo.
Paginas: 280.
Editora: Chiado.

               Sinopse: A Garota que Tinha Medo - Marina é uma jovem que faz tratamento para a síndrome do pânico. Às voltas com o ingresso na universidade, um novo romance e novas experiências, Marina tem seu primeiro ataque de pânico. Sua vida vira de cabeça para baixo no momento mais inapropriado possível e então psiquiatras e psicólogos entram em cena. Acompanhamos suas idas ao psiquiatra e ao psicólogo, o tratamento farmacológico e a psicoterapia. Ao mesmo tempo, conhecemos detalhes de sua vida amorosa e sexual, universitária e profissional, social e familiar na medida em que elas são marcadas pela síndrome. Um tema atual. Uma excelente obra tanto para conhecimento do quadro clínico como entretenimento, narrada com maestria e de uma sensibilidade notável.



               Minha Opinião: O autor, o Breno, entrou em contato comigo pelo o Skoob, me oferendo a parceria, e quando soube que o livro era sobre a Síndrome do Panico, já foi meio passo para aceitar, e hoje já tendo lido e adorado, ficaria muito brava comigo mesma se não tivesse aceitado.
               O livro é em primeira pessoa, mas não é a narrativa em primeira pessoa que conhecemos, é uma narrativa diferente, a Marina relata sua história dos dezoito aos vinte e cinco, que é quando aparece a síndrome, mas ela também conversa com os leitores.
               Sobre as personagens, as personagens secundarias algumas aparecem mais do que as outras, mas não são muito exploradas, vi algumas resenhas meio que reclamando disso, mas sinceramente não foi algo que me incomodou porque o que eu queria mesmo saber era sobre a Marina e a síndrome. Já a Marina é uma personagem cativante, me identifiquei com ela logo no inicio, ela é uma personagem forte, apesar dos problemas e de ter uma mãe maluca e às vezes ela ficar meio abalada, ela sempre corria atrás de melhorar, na esperança de ter uma vida melhor e saudável. Devo ser sicera ao dizer que quando acabei o livro, fechei ele, já senti saudade da Marina.
               Já sobre o enredo, antes de falar da história em si, gostaria de citar algo que achei super interessante é que o Breno é um autor nacional, e como cenário para seu livro, podendo escolher vários lugares como o hemisfério norte ou o Brasil, como diversos autores escolhem, ele resolveu escolher Assunção, a capital Paraguai.
               Agora sobre a história em si, fala sobre a Marina começando a ter crises de síndrome do panico, quem me conhece bem sabe que eu amo conhecer mais sobre síndromes, transtornos, tudo o que envolvem o psicológico, e com esse livro entendemos bem como é síndrome do panico, sintomas e seu tratamento. Mas não é apenas disso que trata o livro, ele ainda aborda assuntos como drogas, sexo e religião.
               Não é um livro para todas as idades, é para pessoas com cabeça madura e aberta, eu diria em torno de 15-18 para frente, é um livro pesado, mas que também tem seus momentos leves, o autor soube equilibrar bem os momentos. Apesar de ser um livro relativamente pesado quando a leitura engata você não quer soltar, eu sentava começava a ler e perdia a hora e não queria mais parar.
               Quem acompanha o blog há algum tempo, sabe que sou emotiva e chorona, e antes que me perguntem, não, eu não chorei, (risos), mas que deu vontade deu.
               A única coisa que eu sinto que falta para esse livro é divulgação, porque é um livro bom, que fala de assuntos difíceis de uma forma fácil, até mesmo para pessoas que não tem alto conhecimento sobre o assunto entende.

               Queria agradecer novamente ao Breno pelo convite, foi um prazer ter lido e fazer a resenha, e agora te entrevistar. Bom... Aqui estão as minhas perguntas:
01. Você sempre quis ser escritor?
Nunca quis ser escritor. Mas dei-me ao luxo de escrever um livro, encontrei leitores que tiveram boa vontade com ele e agora tenho que agradecer-lhes.

02. Na orelha do livro conta que você começou como poeta, como foi sair da poesia e ir para o romance?
Psiu, não conte a ninguém. Continuo escrevendo poesia, mas disfarçada de romance.

03. Como você se sente tendo um livro publicado?
Sinto-me contente, como qualquer pessoa ficaria.

04. A editora do livro é Chiado é uma editora grande e original de Portugal, como aconteceu do seu livro ser publicado por editora portuguesa?
Amigas portuguesas me puseram a par da Editora.

05. Onde as pessoas podem encontrar seu livro?
Elas podem encontrá-lo especialmente na Wook.pt, na Bertrand.pt, na livraria Desassossego em Lisboa e no site da Chiado Editora.

06. De onde você tirou a ideia de fazer um livro sobre síndrome do pânico? Pode me contar um pouco sobre sua pesquisa.
A síndrome do pânico é um transtorno muito comum. Não é necessário ir buscar algo que está perto. Acabamos tropeçando com o tema cedo ou tarde. Uns tropeçam e seguem adiante. Outros tropeçam e escrevem um livro.

07. Uma das coisas que não pude deixar de lado é que todos os livros que já li ou ouvi falar sempre se passam ou na Europa, ou na América do Norte ou no Brasil, ou até em um mundo fictício, mas me diga, por que você escolheu escrever uma história que se passa no Paraguai?
Há mais de duzentos países no mundo. Eu não poderia escrever como se eles não existissem. Obviamente, Europa e América do Norte também são lugares incríveis.

08. Outra coisa que não pude deixar de reparar é que durante o livro, diversas vezes apareceu a relação da Marina com a religião, isso aconteceu por acaso ou foi algo planejado desde o inicio do livro?
Todo o livro foi planejado desde o início. Em respeito ao leitor, eu não poderia escrever de improviso.

09. Acredito que essa deve ser uma pergunta difícil para um autor, mas vamos lá... Qual é sua personagem favorita?

Marina, certamente. Não é à toa que ela é a protagonista. Sua pergunta foi facílima de responder.

10. Qual foi a cena mais fácil e mais difícil para escrever?
Todas as cenas me custaram o mesmo tanto.

11. Você já tem planos futuros para próximas obras? Se sim, pode me contar alguma coisa?
Por enquanto, quero dedicar-me apenas a este romance. Obviamente, se por acaso eu vier a publicar outra obra, seria um prazer dar-lhe a notícia em primeira mão.

               Mais uma vez obrigada Breno, e também queria agradecer a todos que leem o blog, porque se não fossem vocês nada disso estaria acontecendo. Espero que vocês tenham gostado tanto da resenha, quanto da entrevista, me digam o que acharam nos comentários. Até a próxima.
               Beijinhos...

Aviso: Agora Tenho um Tumblr + Sinceridade

           Oi pessoal! Tudo bem?
           Quem acompanha o blog desdo inicio dele (2013), deve lembrar que quando o blog começou posts de reflexões e desabafos eram bastante frequentes, mas de um tempo para cá esse tipo de post ficou bem raro aqui no blog e é sobre isso que quero falar.
           Primeiro quero explicar porque não estou postando muito reflexões e desabafos, porque sempre que fazia esses posts eram algo que realmente estava sentindo, que realmente queria falar então eu fazia, e querendo ou não é um dos post que mais demoro para escrever porque mexe com sentimentos, pensamentos que normalmente são muito confusos, então eu escrevia uma previa do que queria dizer em tópicos depois fazia um rascunho no papel, depois no blog e depois de muitas edições finalmente ia para vocês.
           Mas depois de um tempo de blog esses post foram sumindo porque minha vida pessoa ta uma bagunça, então esses posts ficariam muito, mas muito pessoal, muitas vezes escrevi e descartei por motivos de achar que ninguém iria querer ler isso e também porque eu tinha ideias de posts com conteúdos que eu achava que vocês gostariam mais, e é ai que entra o Tumblr.
           Vou explicar melhor, eu fiz o Tumblr, que vai ser um diário virtual, vai ter post pessoais, mas também vai ter o mesmo tipo de reflexão e desabafo que tinham aqui, já até repostei os que tinham aqui para lá. Depois de um tempo decidi que o Tumblr vai ser a segunda parte do blog.
           Vou postar as coisas por lá, algumas reflexões/desabafos "incompletos", quando tiver alguma noticia rolando e eu não for algo que eu acha que deva estar aqui no blog, por ser algo em que eu não vou ter muito o que comentar sobre também vou postar lá, um exemplo: aqui, mas quando eu achar que é algo importante vou postar aqui também, mas se vocês quiserem ler o "meu diário virtual", meu Tumblr, aqui está: Now I'm a Warrior. Aqui está um post que eu fiz por lá:
Nunca deixe de falar o que você pensa, nunca deixe de ser sincero, por medo de alguém ficar bravo com você.
As pessoas não estão acostumadas com a sinceridade, talvez seja, por isso, que o mundo está do jeito que tá.
           Resumindo tudo que já falei, porque acho que posso ter deixados vocês confusos, o Tumblr vai ser como um diário virtual, quando tiver alguma noticia  e eu não for algo que eu acha que deva estar aqui no blog ou que não der para trabalhar muito em cima dela, mas quando postar alguma coisa importante como Reflexão e Desabafo vou postar aqui também.
           Lá também vai ser uma forma de avisar que tem post ou vídeo novo aqui no blog.

           É isso espero que tenham gostado da novidade, me diz o que acharam? To ansiosa para saber o que vocês acham dessa minha ideia. Ainda não sei mexer direito lá, mas sei o básico o que já tá ótimo. Bom... até a próxima.
           Beijinhos...

Top 04: Livros que Quero ler e Não Foram Lançados no Brasil

             Oi, pessoal! Tudo bem?
             O post de hoje vai ser um top 04 de livros que eu quero ler, mas ainda não foram lançados no Brasil, resolvi fazer esse post depois que vi o vídeo do Eduardo Cilto, do Perdido nos Livros, fazendo o mesmo, e pensei tenho que fazer também, vou deixar o vídeo dele no final do post, para quem quiser assistir.
             Esses três primeiros, na verdade são os últimos livros de trilogias, que ainda não tem nem previsão de lançamento no Brasil. Já o último é um livro que eu quero muito ler, e ele é um livro único.
             Eu já vi três nomes diferentes para esse livro: "Ashes to Ashes", "Burn to Burn" e "Fire with Fire", a tradução seria algo do tipo como Fogo contra Fogo.

             Esse é  último livro da trilogia Olho por Olho, da Jenny Han e Siobhan Vivian que é lançada aqui no Brasil pela editora Novo Conceito.
             Quem acompanha o blog deve lembrar dela, pois, já falei dela aqui no blog, é uma trilogia que fala sobre vingança, vou deixar as resenhas dois dois primeiros livros aqui.

             Resenha de Olho por Olho: Aqui.
             Resenha de Dente por Dente: Aqui.
             Esse é o último livro de outra trilogia da Novo Conceito, que o último livro já foi lançado lá fora, mas ainda não foi lançado aqui e eu estou muito ansiosa para esse livro.

             A tradução desse livro seria algo como Isla e os Finais Felizes para Sempre, que é o último livro daquela trilogia Anna, Lola e Isla, da Stephanie Perkins, não é uma trilogia comum/seguida, cada livro tem sua própria protagonista, e também já tem resenha aqui no blog dos dois primeiros livros.

             Resenha de Anna e o Beijo Francês: Aqui.
             Resenha de Lola e o Garoto da Casa ao Lado: Aqui.

             Esse é o último, tanto o último livro que eu quero que vai fechar uma trilogia, como é o último livro que da trilogia Winter da Ruth Warburton, que aqui no Brasil é lançada pela Editora Leya.

             Eu amo essa trilogia e um dos principais motivos é porque é sobre bruxas e eu adoro bruxas, e a forma que a Ruth escreve, faz com que nossa cabeça faça realmente um filme.
             A tradução desse livro seguindo o padrão dos dois primeiros seria algo como Uma Bruxa Sozinha/Solitária.

             Mas enquanto o terceiro livro não sai, quem quiser pode ler a resenha do primeiros livros.
             Resenha de Uma Bruxa na Cidade: Aqui.
             Resenha de Uma Bruxa Apaixonada: Aqui.
             Não tenho muita certeza, mas acredito que já devo ter ao menos comentado aqui no blog, sobre esse livro.
             Rebels: City of Indra é um livro das irmãs Kendall e Kylie Jenner, com mais duas escritoras, tem dois motivos do porque quero ler esse primeiro porque é livro das irmas Jenner e outro é porque a história parece muito interessante: (sinopse via Goodreads:).
             "Uma história distópica emocionante sobre duas garotas com poderes que embarcam numa viagem juntas, sem saber que são gémeas.
             Duas garotas, dois mundos opostos: Lex vive em baixo, perto do fundo. Cresceu num orfanato e agora treina para fazer parte das Operações Especiais para poder destruir os rebeldes com as suas próprias mãos. Não precisa da ajuda de ninguém; Lívia vive no alto, numa ilha flutuando na 'Cidade da Indra'. Também está treinando, mas para uma vida que não escolheu. Quer ser livre, deixar finalmente a ilha flutuante e fugir com o seu adorado cavalo até não poder mais.             E depois há Kane, o único amigo de Lex, por quem ela enfrentaria o fogo, se necessário. Quando ela descobre que Kane está em perigo, ela não hesita em deixar tudo e ir ao topo da Indra para salvá-lo. Ela apenas precisa que uma garota muito teimosa lhe diga onde ele está.             Lex e Lívia aliam-se relutantemente para salvar Kane depois de descobrirem que têm uma misteriosa marca em comum - sem saber que o seu maior perigo é estarem juntas".

             Aqui está o vídeo do Eduardo:

             Esses são os livros que quero que lancem logo aqui no Brasil, com certeza deve ter mais, mas não consigo lembrar, mas se lembrar posso fazer uma nova versão desse post, mas agora me digam vocês, quais são os livros que vocês querem que lancem aqui no Brasil, qualquer coisa já sabem, podem deixar nos comentário que vou adorar lê-los. Até a próxima.
             Beijinhos...

Considerações Finais: Os Instrumentos Mortais (Com Spoilers)

               Oi pessoal! Tudo bem?
               Depois de dois meses finalmente esse post está indo ao ar, as considerações finais de Os Instrumentos Mortais, eu prometi fazer na resenha de Cidade do Fogo Celestial, desculpa a demora, mas a pessoa aqui é perfeccionista, mas antes tarde do que nunca.
               Devo adiantar que, eu soltei alguns spoilers, eu não aquentei, então se você liga para spoiler aconselho que só leiam as resenhas que lá não tem nenhum.
               Resenhas dos livros:
               #1: Cidade dos Ossos por Cassandra Clare.
               #2: Cidade das Cinzas por Cassandra Clare.
               #3: Cidade de Vidro por Cassandra Clare.
               #4: Cidade dos Anjos Caídos por Cassandra Clare.
               #5: Cidade das Almas Perdidas por Cassandra Clare.
               #6: Cidade do Fogo Celestial por Cassandra Clare.

               Extra: O Códex dos Caçadores de Sombras por Cassandra Clare.
               Espero que vocês gostem do vídeo:
               Espero que vocês tenham das considerações finais, e que eu não tenha deixado vocês confusos, mas qualquer coisa é só deixar nos comentários que eu vou tentar explicar melhor. Até a próxima.
               Beijinhos...

Cabelo da: Gwen Stefani

           Oi pessoal! Tudo bem?
           O post de hoje é especial e foi a pedido da Cissi, que é Cabelo da Gwen Stefani. Como não sabia muito sobre a Gwen Stefani, nem sobre o cabelo dela, depois de muita pesquisa reparei que ela não gosta muito de mudar nas cores, ela prefere abusar mais nos penteados.Outra coisa que tenho que falar sobre o cabedo da Gwen é que ela sempre usa o cabelo de um comprimento long bob a longo, e teve uma vez que usou uma franjinha.
           O cabelo natural dela era castanho, mas não consegui achar nenhuma foto, quando ela tinha, por volta dos seus vinte e cinco anos ela virou loira e é por ai que nossa história começa.

           Ela simplesmente ama o cabelo loiro platinado, que é o que sempre ela usa, mas normalmente ela varia um pouco no tom, isso é meio difícil de explicar porque apesar do loiro dela ser um platinado, ela sempre alterna os tonalidade de fundo, às vezes, o loiro dela está com um brilho mais amarelado/perolado, e em outras vezes, com um brilho branco, bem platinada mesmo, como a foto abaixo.

           Já que falei dos loiros dela, ela também gosta de loiro com mechas, e uma delas meio que virou a marca registrada, que ela já fez isso quando mais jovem, e fez recentemente, que é essa mecha preta, mas ela também já teve mechas vermelhas. Sendo sincera achei bem feio.

           Para não perder o hábito tinha que ter cabelo colorido nesse post,  a Gwen só teve cabelo colorido quando jovem e só duas cores azul  e rosa.

           Como disse anteriormente a Gwen Stefani não muda muito o cabelo, quando ela era mais jovem, na época dos cabelos coloridos e do cabelo loiro com a mecha preta ela usava o cabelo curto, estilo chanel.
           Já agora mais velha ela prefere ficar bem loira, ela até falou em entrevista que nunca vão ver ela com a raiz escura já que ela pinta a raiz a cada 10 das e se não der usa chapéu, mas voltando aos cortes agora que ela está mais velha ela prefere usar o cabelo mais longo. Como ela não abusa muito nas cores e nem no corte ela abusa muito nos penteados.

           Espero que vocês tenham gostado, principalmente você Cissi, e devo dizer que adoro fazer esse posts. Qualquer coisa, qualquer duvida ou sugestão deixem nos comentários que vou adorar lê-los, Até a próxima.
           Beijinhos...

Dica: The Flash

             Oi, pessoal! Tudo bem?
             Estava com saudade de fazer um post sobre dica de alguma série, mas finalmente assisti mais uma série e gostei, e no caso é: "The Flash".

             Sinopse: Após testemunhar o estranho assassinato de sua mãe e a injusta acusação de seu pai pelo crime, Barry Allen fica sob os cuidados do detetive Joe West. 14 anos após a morte de Nora Allen, um mal funcionamento do acelerador de partículas deixa toda Central City exposta a radiação desconhecida durante uma tempestade. Barry é atingido por um raio em seu laboratório, acordando depois de 9 meses em coma.

             Minha Opinião: Quem assisti Arrow viu as passadas do nosso querido Barry lá, mas sinceramente, lá eu achava ele um chato, até que finalmente resolvi assistir a série e adorei, e sinceramente estou mais ansiosa para terminar a temporada de Flash, do que a temporada de Arrow.
             Mas agora vamos falar apenas de Flash daqui para frente, primeiro quero falar sobre o enredo. Eu fico cada vez mais ansiosa para conhecer mais história do Flash, mas não fica uma coisa monótona, e chata, porque temos várias histórias intercaladas, tem: a história de quem matou a mãe do Barry, Nora Allen, tem as diversas histórias de como o Flash salva a cidade e de como o Baarry tenta esconder que é o Flash e tenta resolver todos os mistérios que acontecem em Central City.
             Nunca fui de ler quadrinhos, o máximo que sabia sobre o Flash é o que era falado no desenho: Liga da Justiça, que passava no SBT, e sempre achava o Flash o mais divertido, mas eu não comparei os dois, achei que não seria uma comparação justa. Então... praticamente não sei nada sobre ele e está sendo divertido descobrir.
             Sobre as personagens: Como ainda estamos na primeira temporada fica difícil definir exatamente a personalidade de cada um, mas eu já consigo decidir quem são as minhas favoritas, que são três primeiro. Ficou bem um top três, então vamos lá:
             Em 3º lugar: Cisco Ramon: um gênio da engenharia mecânica nos Laboratórios S.T.A.R.. Acho ele super divertido e criativo, é ele que fica inventando apelidos para os vilões.
             Em 2º lugar: Caitlin Snow: uma especialista em bioengenharia altamente inteligente, perdeu seu noivo durante a explosão no Laboratórios S.T.A.R. Eu adoro ele por conta de ser uma garota e inteligente, apesar de ela ser bem dura, que se esconde, mas conforme vai passando o tempo ela vai se soltando e eu me identifiquei bastante com ela, porque eu também sou assim, só me solto depois que já conheço bem a pessoa.
             Em 1º lugar: Acho que esse não vai ser surpresa, claro que estou falando do Barry Allen: gosto dele tanto como Berry mesmo, trabalhando para polícia de Central City, sendo tímido e fofo e apaixonado, quanto como Flash, que ele está bem mais solto, e sendo ele mesmo.
             Curiosidade: O ator que faz o pai do Barry, nessa versão da série, John Wesley Shipp, foi o mesmo que fez o Flash, na série Flash de 1990.
             Estou com medo de falar algo mais do que já falei,porque pode sair um spoiler se
m querer. Acredito que já tenha falado demais, parabéns se alguém conseguiu chegar até aqui kk, mas espero que vocês tenham gostado, e me digam estão com vontade de assistir Flash ou já assistiram, se já assistiram deixem nos comentários que vou adorar saber a opinião de vocês. Até a próxima.
             Beijinhos...

Resenha: Recomeço (Cat Patrick)

Titulo Original: Revived.
Titulo: Recomeço.
Autor (a): Cat Patrick.
Paginas: 304.
Editora: Intrínseca.

                Sinopse: Tudo começou com um acidente de ônibus. Daisy Appleby era pequena demais para lembrar — tem apenas flashes do acidente que a matou, e de ter sido trazida de volta à vida. A partir daquele momento, ela se tornou uma das catorze crianças que fazem parte de um programa secreto do governo que visa aprovar um novo medicamento: o Recomeço.

                Daisy já morreu algumas vezes, e a cada morte ela recebe um novo sobrenome, vai para uma nova cidade e ganha uma nova história. A única constante em sua vida é a própria inconstância. Ao conhecer Matt e Audrey, seus primeiros amigos de verdade, após sua quinta morte, ela tenta criar raízes em mais um lar e começa a descobrir segredos sobre o programa Recomeço. Quanto mais informações vêm à tona, mais Daisy percebe que não passa de um peão em um jogo sinistro, que pode revelar que seu mundo — e tudo no ela que acredita — é uma grande mentira.

                Minha Opinião: Fazia tempo que não achava muito difícil fazer uma resenha, mas está resenha não está sendo muito difícil, está sendo super difícil escrever. Como puderam ver pelas estrelas, achei ele bom, mas com muitos problemas.
                Começando pelos personagens eu não posso falar, pois, não consegui me conectar com os personagens, e isso já foi um ponto negativo para o livro, mas acredito que um dos motivos de eu ter me conectado com nenhum personagem tem um pouco haver haver sobre o que quero falar no enredo.
                O enredo tinha tudo para ser incrível e único, mas na minha humilde opinião, o livro começou incrível e foi até mais ou menos o meio do livro assim, pegava para ler o livro e lia umas sessenta páginas em uma sentada, achava o livro ao mesmo tempo que era triste, era emocionante, intrigante, mas com o passar foi ficando muito chato, cansativo que eu fiquei quase uma semana sem ler, até que semana passada me forcei a ler, falta mais ou menos cem páginas me obriguei a terminar o livro e terminei em dois dias.
                Sinceramente, acho que a autora se perdeu, no inicio queria escrever algo, e depois mudou e com isso acabou perdendo a essência original do livro, e por conta de todos os sentimentos ruins que senti pelo livro foram muito maiores do que os bons, por isso o livro acabou levando três estrelas, mas no caso desse livro é aquele que sempre eu falo, esse livro não foi bom pra mim, mas pode ser bom para alguma outra pessoa.

                Espero que tenham gostado da resenha, me digam o que vocês acharam do livro da resenha ou qualquer coisa nos comentários que vou adorar lê-los. Até a próxima.
                Beijinhos...

#VEDA - 2015

              Oi pessoal! Tudo bem?
              Em Abril temos o VEDA (Vlog/Vlogs Every Day April) Todo dia Durante o Mês de Abril um Vídeo Novo, e muita gente que eu curto estão fazendo o VEDA esse ano, e resolvi fazer indicando os canais os quais estou acompanhando os vedas, ano passado já fiz esse post (aqui).
              Não vou enrolar aqui na introdução porque diferente do ano passado, nesse tenho muitos canais para indicar.

              01. Vitor Almeida- Geek Freak


              02. Eduardo Cilto - Perdido nos Livros
              O Eduardo já participou do Veda do ano passado, mas esse ano ele fez diferente, na quarta-feira o vídeo vai para o segundo canal, o canal pessoal dele o: Eduardo Cilto.


              03. Leo Oliveira - Um Leitor a Mais


              04. Bia Andrade - Boca Rosa


              05. Andreza - Andreza Goulart


              06. Rafael - Bigode Literário


              07. Cintia - Cintia Disse
              Não podia faltar inglês nesse post, a Cintia resolveu que durante o veda, a cada dia ela vai ensinar uma palavra, e até o final do mês vai ter uma palavra para cada letra do alfabeto.
              Espero que vocês tenham gostado do post, e quero saber, vocês estão acompanhando algum VEDA?? Se sim quais?? Deixem nos comentários que vou lá dar uma olhada... Até a próxima.
              Beijinhos...

Vamos Conversar Sobre: Pretty Little Liars

             Oi pessoal! Tudo bem?
             Eu acho que já cheguei a comentar aqui no blog que já (tentei) assistir Pretty Little Liars, mas chegava na terceira temporada empacava, sempre era assim começava, chegava a terceira, eu desistia, mas sempre parava por dois motivos primeiro porque achava muita enrolação para descobrir quem é "A", e o segundo é porque tinha preguiça de assistir, era uma série que me dava muito sono.
             Para quem estava em uma caverna desde 2010 e não conhece, acho que só assim para não conhecer essa série, brincadeira. Voltando para quem não conhece a sinopse é a seguinte:
             Há um ano, Alison Dilaurentis desapareceu, vítima de um misterioso assassinato. Após esse acontecimento, a amizade entre suas melhores amigas nunca mais foi a mesma. De forma trágica, o destino reune Aria, Emily, Hanna e Spencer novamente. Mas o caos se instala na vida das quatro garotas quando elas começam a receber mensagens de texto de alguém que se autointitula "A", ameaçando revelar seus segredos mais sombrios que só Alison sabia.
             Dessa vez que decidi assistir, não lembro porque quis começar, mas na minha cabeça sabia que não podia desistir, e dessa vez consegui. Acho que é porque estou mais velha, com uma idade próxima das meninas.
             E antigamente eu não comprava a história, não conseguia acreditar nela, mas agora estou realmente gostando. Não chega nem perto de ser uma das minhas séries favoritas, mas é uma série legal de se assistir e bem teen.
             Não é só porque é uma série legal que não vai ter erros. A série tem bastante erros, às quase nem percebíveis , só que quem presta muita atenção vai ver, mas a maioria desses erros ao de gravação/produção com a continuidade.
             Pra quem não sabe o que é continuidade, é a sequencia de planos que está sendo mostrada no filme/serie, um dos erros mais comuns são você está bebendo algo, mudam a câmera para outro ângulo e quando volta para você a quantidade de água está diferente do plano anterior, se quiserem saber mais sobre isso, tem um vídeo aqui da Lully de Verdade que explica bem isso. E esse tipo de erro foi o maior que reparei ao decorrer das 5º temporadas.
             O enredo é bem legal e diferente, nunca tinha visto nada parecido com Pretty Little Liars antes de Pretty Little Liars. Quem assistiu o último episódio da quinta temporada sabe como acabou e vai entender o que vou dizer, eu não sei quantas temporadas ainda vão ser, mas pela forma que a história ta vindo o final ou vai ser épico ou vai ser tão ruim como dizem que foi o final de Lost.
             Sobre as personagens, eu tenho três favoritas, em primeiro lugar: Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Ezra Fitz.

Alison DiLaurentis (Sasha Pieterse, 19).

Ali a amiga mentirosa, misteriosa e desaparecida das meninas.

Podem me achar louca mais eu gosta da Ali que assistiu a quinta temporada, sabe que ela tem motivos para ser que ela é, eu senti pena de dela e ala acabou me ganhando com o passar dos episódios.
Aria Montgomery (Lucy Hale, 25)

Amiga apaixonada, fotografa e aspirante a escritora

É uma das Liars que eu mais me identifico. Tanto no estilo, como na personalidade, apesar de que, às vezes, acho ela muito boba da vontade de chamar ela para conversar e explicar como é a vida.

Ezra Fitz/Fitzgerald (Ian Harding, 28)

Professor de literatura e escrito e de família rica.

Não tenho nada para justificar o porque eu gosto dele, acredito que é porque acho ele o mais lindo de PLL, antigamente ele concorria esse cargo com o Caleb, mas depois que o Caleb cortou o cabelo, o Ezra virou o mais lindo de todos.









             

Espero que vocês tenham gostado e entendido o que quis dizer, porque às vezes posso soar meio confusa. Deixem nos comentários, vocês já assistiram Pretty Little Liars? Gostam ou não? Concordam com o que eu disse? Deixe nos comentários, vamos conversar sobre PLL, vai ser divertido. Até a próxima.
             Beijinhos...

Resenha: Encontrada (Carina Rissi)

Titulo Original: Encontrada.
Titulo: Encontrada.
Autor (a): Carina Rissi.
Paginas: 476.
Editora: Editora Verus.

             Sinopse: Sofia está de volta ao século dezenove e mais que animada para começar a viver o seu final feliz ao lado de Ian Clarke.
No entanto, em meio à loucura dos preparativos para o casamento,
ela percebe que se tornar a sra. Clarke não vai ser tão simples
quanto imaginava.

             As confusões encontram a garota antes mesmo de ela chegar ao altar e uma tia intrometida que quer atrapalhar o relacionamento
é apenas uma delas. Além disso, coisas estranhas estão
acontecendo na vila. Ian parece estar enfrentando alguns problemas
que prefere não dividir com a noiva.

             Decidida, Sofia fará o que estiver ao seu alcance para ajudar o homem que ama. Ela não está disposta a permitir que nada nem ninguém atrapalhe seu futuro. Porém suas ações podem pôr tudo a perder, e Sofia descobre que a única pessoa capaz de destruir seu felizes para sempre é ela própria.

             Minha Opinião: Antes de começar a resenha em si, preciso avisar que essa resenha terá spoilers do primeiro livro, mas se você quiser ver resenha de Perdida está aqui.

             Assim como o primeiro livro esse também é em primeira pessoa e de leitura rápida e além dessas semelhanças outra coisa que foi igual ao anterior ou até maior que foram minhas emoções e reações.
             Eu me divertir e chorei horrores, sofri quando meus personagens favoritos estavam triste, e fiquei feliz quando eles estavam felizes, e isso é sempre algo que há Carina sempre consegue fazer. É bom ver novamente nossas personagens favoritos.
             E já que estamos falando das personagens vamos falar mais sobre isso. Vamos começar pela Sofia, em algumas partes desse livro queria bater na cara dela e explicar algumas pra ela, mas ao mesmo tempo entendo ela. O Ian sempre a maneira fofa e cavalheira dele, o que é muito triste pois não existe um Ian na vida real para namorar comigo.
             Além dos nossos queridinhos SofIan, temos as outras personagens que já conhecíamos no primeiro livro como Elisa, Teodora, Madalena, o Padre Antonio, Dr. Almeida, Senhor Gomes, Isaac e outros tem muito mais destaque nesse livro. E ainda somos apresentamos a novas personagens Thomas e Tia Cassandra. Algumas escolhas das personagens, às vezes, me dava vontade de bater nelas, mas eu conseguia entender o porque e isso deixa a leitura cada vez melhor, e cada vez mais intrigantes e divertidas.
             Uma coisa que a Carina sempre faz é nos dar uma aula de história e sobre a vida social da época, mas ela não faz isso de uma maneira cansativa, ela faz isso de uma forma divertida.
             Sobre o final, ainda estou sem palavras para descrever esse final, além de melhor final EVER... E sobre o livro em si apesar de alguns ter uma coisinha ou outra que me incomodaram eu estou completamente apaixonada por ele e já virou meu livro favorito.
             Agora tenho mais uma coisa para falar que é da capa, fico muito feliz que mantiveram o padrão da capa do primeiro e segundo e espero que façam o mesmo no terceiro. SIM!! A Série Perdida terá um terceiro livro ainda não tem data de lançamento, nem nome, nem capa, nem sinopse, mas já estou louca para lê-lo.

             Espero que tenham gostado da resenha, e tenho que dizer que por ter gostado tanto, e ter virado meu favorito essa foi a resenha mais fácil que já fiz em todo esse tempo de blog. Qualquer coisa já sabem, podem deixar nos comentários que vou adorar ler e responder. Até a próxima.
             Beijinhos...

Livro vs. Filme: A Esperança - Parte 01

           Oi pessoal! Tudo bem?
           O post de hoje é um post que já deveria ter saído há um tempo, Livro vs. Filme: A Esperança - Parte 01, mas só recentemente tive a oportunidade de assistir o filme e depois de algumas semanas posso finalmente fazer esse post, estava ansiosa para compartilhar minha opinião com vocês.

           Antes de começar a comparação preciso falar duas coisas, a primeira é que aqui vai conter alguns spoilers do livro e do filme e se você liga para spoilers aconselho que leia a resenha do livro (aqui), e depois volte. E a outra coisa é que quando o assunto é adaptação e Trilogia Jogos Vorazes, o resultado é uma boa adaptação.

           Agora sim posso fazer a comparação, como disse anteriormente quando o assunto é adaptação e Trilogia Jogos Vorazes, o resultado é uma boa adaptação, quem leu o livro sabe que tem umas partes paradas e chatas no inicio do livro, o que mais admiro nesses filmes da trilogia é que eles são muito fieis até as partes chatas.
           O filme é totalmente voltado para o lado sentimental dos personagens, o filme pode ser parado em algumas partes, mas devemos que lembrar que A Esperança é voltado mais para o lado politico, voltado para os valores, ao que você se dedica, há uma causa, e ao emocional de toda história, e sim eu chorei em algumas partes.
           A arte visual e sonora desse filme simplesmente complementam uma a outra e a história beirando a perfeição. Eu estava sem nenhuma expectativa para esse filme, e tava com medo de me decepcionar e isso não aconteceu. Já que falei de trilha sonora devo soltar um spoiler, eu adorei o momento, e virou a minha cena favorita, que a Katniss canta "The Hanging Tree", tanto pela musica, que parte calma e a capela da Katniss, até vir o coro da população, quanto pela fotografia que é a Katniss em um lugar calmo cercada por natureza e sendo  trocada pela população se levantando e indo a luta.
           Sobre as personagens, na parte um temos isso, e na parte também deve ter, é nos dois filmes vamos ver as personagens com o lado emocional abalado, mas não é por conta que estão abalados que não vou ter momentos que vão ter que ser fortes. Todos os atores representaram muito bem, porque é fácil representar sentimentos que você pode ter, mas é difícil representar sentimentos como os personagens estão tendo, mas tenho que dar meus parabéns separadamente para a Jennifer Lawrence, porque imagino como deve ter sido difícil interpretar a Katniss, pois, basicamente ela tá maluca.
           Quero ressaltar mais umas coisa sobre esse filme, uma coisa boa, que é a diversidade étnica de atores, o que não é muito comum nas telonas. Normalmente vemos em filmes o tipo de biotipo de corpo imposto pela sociedade, ou então vemos mais brancos do negro que normalmente é separado do resto, mas nesse filme não, achei maravilhoso que eles escolheram vários tipos altos, baixos, magros, gordos, negros e brancos etc, para trabalharem juntos nesse filme, o que foi uma grande critica pra sociedade.

           Espero que tenham gostado, pesso que se vocês já assistiram ou querem assistir ou se eu deixem alguma coisa confusa ou qualquer coisa deixem nos comentários que vou adorar lê-los. Até a próxima.
           Beijinhos...

Leituras do mês: Março de 2015

                Oi pessoal! Tudo bem?
                Eu nunca sei  começar o post de Leituras do mês, sem que fique parecidos com os anteriores, mas tudo bem, vamos lá.
                Pelas minhas aulas terem começado eu me surpreendi pelo quantidade de títulos que li, porque sinceramente, achei que só ia conseguir ler uns dois livros. Bom... Vamos começar?
Titulo Original: Encontrada.
Titulo: Encontrada.
Autor (a): Carina Rissi.
Paginas: 476.
Editora: Editora Verus.

                Acho que todos sabem que gostei de Perdida, o primeiro livro da série Perdida, mas eu amei muito mais Encontrada e mal vejo a hora de ler o próximo livro da série, e sabe qual é a melhor parte a Carina Rissi é uma autora nacional.

                Eu só vou falar isso, pois em breve sai a resenha, e não quero estregar a surpresa da resenha.
Titulo Original: Revived.
Titulo: Recomeço.
Autor (a): Cat Patrick.
Paginas: 304.
Editora: Intrínseca.

                Esse livro também tem resenha no blog escrita em breve sai, mas devo adiantar que esse não foi um dos melhores livros que já li, o começo foi bem legal, mas depois achei que a autora se perdeu, mas vamos deixar isso para a resenha.
Titulo Original: Playlist for the Dead.
Titulo: A Playlist de Hayden.
Autor (a): Michele Falkoff.
Paginas: 288.
Editora: Novo Conceito.

                Esse eu não li inteiro, eu recebi uma previa da editora e já fiz o post das minhas primeiras impressões e está aqui.

                O livreto foi tão bom e me deixou muito curiosa, mal vejo a hora de terminar de ler o livro.


Titulo Original: The Magician's Nephew.
Titulo: O Sobrinho do Mago.
Autor (a): C. S. Lewis.
Editora: Martins Fontes.

                Vocês perceberam que nesse livro não coloquei as páginas? Pois é, estou lendo As Crônicas de Nárnia volume único, então não adianta em nada eu colocar as páginas.

                Vamos falar agora do livro, adorei ler, mas ainda não sei o que fazer, não sei se faço resenha de cada livro, ou se faço um vídeo fazendo uma opinião geral de todos os livros de Nárnia, deixe nos comentários o que vocês acham, o que eu devo fazer.
Titulo Original: The Honest Truth.
Titulo: A Mais Pura verdade.
Autor (a): Dan Gemeinhart.
Paginas: 224.
Editora: Novo Conceito.


                Esse livro vocês já puderam ler minhas primeiras impressões (aqui), e a resenha aqui, então eu nem preciso valar nada sobre ele, néh? Mas de qualquer forma amei esse livro.






                Bom... Essas foram as minhas leituras do mês e a de vocês como foram? Deixem nos comentários, adoro quando vocês conversam comigo. Até a próxima.
                Beijinhos...
google7daadd2f4ae3ab26.html